Páscoa, chegou a época dos ovos de chocolate

0
6262
Páscoa: Ovos de chocolate
Páscoa: Ovos de chocolate

Chegada a época dos ovos de chocolate, é melhor ter cuidado com a sua ingestão porque senão, a sua linha pode ir por água abaixo. Fique aqui a conhecer melhor o mundo deste pecado de Páscoa!

Chegaram os ovos de chocolate

Chocolate é o problema número um de muitas mulheres que querem fazer dieta. Conseguem evitar com facilidade os fritos, os doces, mas tudo aquilo que tenha chocolate é, simplesmente, uma tentação para elas. Utilizado como afrodisíaco ou como uma fonte para saciar desejos nas pessoas mais carentes de afecto, o chocolate é também o principal pecado nesta altura da Páscoa.

Há-os de todos os gostos e feitios. Basta apenas passar por qualquer montra e lá estão eles a chamar por si. Resiste à primeira, à segunda, mas à terceira vez perde as estribeiras e lá vai comprar mais um ovo apetitoso, a juntar aos outros quatro que já comeu por esta altura. Saciar este prazer não tem problema algum, mas apenas se o mesmo for devidamente controlado e sem entrar em exageros!

O chocolate é um alimento muito antigo

No século XVII os Maias começaram a cultivá-lo, mas já muito antes que o cacau havia sido descoberto nas regiões tropicais da América do Sul. À Europa, o chocolate chegou no início do século XVI, quando Cristóvão Colombo levou algumas sementes para Espanha, embora não se soubesse muito bem para que é que ‘aquilo’ servia.

Nessa altura, já os homens das tribos tomavam o chocolate como bebida antes de terem relações sexuais com as suas esposas. É desde esta altura que vem a ideia de que o chocolate é afrodisíaco.

A descoberta do chocolate

O chocolate sólido só seria descoberto em 1823, mas ainda assim só foi possível comer realmente chocolate cerca de 20 anos depois desta data. Os estudiosos do chocolate não conseguiam encontrar um sabor adocicado ao chocolate, pois o amargo que o revestia persistia em continuar enquanto sabor dominante. O chocolate de leite surgiu só em 1975, na mesma altura em que se descobriu como o tornar mais macio.

A Páscoa é a época propícia para se deixar levar pelos prazeres do chocolate (aconselha-mo-la a não ver o filme ‘chocolat’ senão o desastre ainda será maior), quer ele seja branco, preto, de leite, simples ou com amêndoas, ou servindo de cobertura em algum bolo.

O pior de tudo é que nesta altura há chocolates para todos os gostos, sem que ninguém possa dar a popular desculpa do ‘não havia aquele que eu gosto!’. Nos supermercados há prateleiras e prateleiras cobertas de chocolates, embalados de um modo atraente, especialmente para a conquistarem e se tornarem irresistíveis aos seus olhos e paladar.

O facto do chocolate conter algumas calorias já é por si só grave, mas também não nos podemos esquecer que este alimento contém cafeína, assim como outros constituintes, que a podem deixar extremamente nervosa e excitada.

O seu sistema nervoso pode transformar-se drasticamente, podendo mesmo o chocolate vir a tornar-se na causa de muitas doenças. Lógico que um chocolate de vez em quando não faz mal a ninguém, mas o seu consumo excessivo é que pode tornar-se perigoso e nada saudável, nomeadamente por causa dos diabetes, para o seu organismo. Aliás, o chocolate pode mesmo vir a tornar-se um vício!

Decorou bem a lição? Ainda bem, porque a Páscoa está aí à porta e os chocolates não param de atravessar no seu caminho! Não exagere nas doses e não terá com o que se preocupar!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]