ÓMEGA 3 melhora a memória dos mais pequenos

0
1138

O consumo regular de alimentos ricos em Ómega 3 melhora a capacidade de aprendizagem das crianças. Publicado na American Journal of Clinical Nutrition, o estudo conclui que os alimentos ricos em ácidos gordos DHA (Ácido Docosahexanóico), como é o caso do salmão, têm efeitos positivos sobre as funções cerebrais associadas à memória.

Uma equipa da Universidade de Cincinnati, conseguiu, através de uma ressonância magnética ao cérebro, verificar o impacto positivo da acção dos ácidos gordos DHA ao nível da memória. “As conclusões vêm confirmar outros estudos os quais sugerem que o consumo regular de DHA tem uma forte acção modular no funcionamento da actividade cerebral”, explica o responsável pela investigação Robert McNamara.

O estudo, publicado a 3 de Fevereiro de 2010, foi realizado em 33 rapazes saudáveis, entre os oito e os dez anos. Durante oito semanas, as crianças foram divididas em dois grupos, tendo sido pedido a um grupo que ingerisse uma de duas doses de DHA (400 ou 1200mg por dia) enquanto o outro grupo consumia um placebo. Em momentos precisos, as crianças eram convidadas a jogar no computador enquanto os investigadores mediram alguns padrões da actividade cerebral.

Os resultados demonstraram que o nível de DHA nas membranas de glóbulos vermelhos aumentou de 47 para 70 por cento no grupo que consumiu doses pequenas de DHA; enquanto no grupo que consumiu um placebo esses valores tiveram uma quebra de cerca de 11 por cento. Os investigadores concluíram que consumo de DHA aumentou a actividade no córtex pré-frontal dorsolateral, área do cérebro responsável pela memória.

O estudo foi apresentado à European Food Safety Authority (EFSA) e vem reforçar os benefícios do ácido gordo DHA ao nível da saúde ocular, do crescimento e desenvolvimento cognitivo: “A ingestão do DHA está associada à saúde do cérebro, contribuindo para o normal desenvolvimento do cérebro dos fetos, bebés e crianças pequenas.” Os peixes gordos de origem marinha, como é o caso do salmão, são a melhor fonte de ómega 3, essencial ao bom funcionamento do organismo.

Estas conclusões levam o painel da EFSA responsável avaliação dos Produtos Dietéticos, Nutrição e Alergias (NDA) a recomenda o consumo de 100mg de DHA, por dia, para as crianças entre os 7 e os 24 meses e de 200 mg nas grávidas e lactantes. Nas crianças com mais de 18 meses, o ácido gordo DHA actua no desenvolvimento normal ao nível do processo cognitivo e da memória. *

Nutricionista Elsa Feliciano

* Robert K McNamara, Jessica Able, Ronald Jandacek, Therese Rider, Patrick Tso, James C Eliassen, David Alfieri, Wade Weber, Kelly Jarvis, Melissa P DelBello, Stephen M Strakowski, and Caleb M Adler – Docosahexaenoic acid supplementation increases prefrontal cortex activation during sustained attention in healthy boys: a placebo-controlled, dose-ranging, functional magnetic resonance imaging study – Am. J. Clinical Nutrition, first published on Feb 3, 2010 as doi: doi:10.3945/ajcn.2009.28549

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]