Alimentos ricos em fibras para uma alimentação saudável

5688
Alimentos ricos em fibras para uma alimentação saudável
Alimentos ricos em fibras para uma alimentação saudável

Comer alimentos ricos em fibras é uma das conclusões a que chegamos quando pensamos em fazer uma dieta depois de uma leitura das dietas na moda e de consultarmos os médicos, nutricionistas e especialistas.

Alimentos ricos em fibras

É aquela blusa que não estava tão apertada da última vez que a vestiu no ano passado, é a auto-recriminação por não ter começado mais cedo o programa de ginástica do ginásio que fica mesmo no fim da rua, e por que é que ontem ao lanche não se ficou pela bica, em vez de ter devorado os três pasteis de nata (sim, toda a gente sabe que um pastel de nata quente é irresistível, mas eram precisos TRÊS?!)

E pensamos logo em comprar aqueles pacotes industriais para pequeno-almoço, mas de que o gosto de alguns nos fazem pensar duas vezes se é mesmo preciso perder aquele pneuzinho pequenino que talvez nem se note com o biquini.

Não se assuste. Leia este artigo e fique a saber que encontrar alimentos ricos em fibras é mais fácil do que inicialmente pensava.

Alimentação saudável

Uma alimentação saudável tem de conter alimentos ricos em fibras.

Existem pelo menos três variedades de fibras alimentares, cada uma com as suas características específicas e consequentes efeitos sobre o organismo.

As linhinhas (fácil de recordar se pensar em linha), têm um efeito mecânico, actuam ao nível intestinal e existem nos cereais integrais.

As celuloses e hiceluloses são fibras não solúveis com um efeito acentuado no intestino e podem ser encontradas nas verduras.

As gomas, pectinas e mucilagens são hidrosolúveis e actuam no ciclo entero-hepático, ao nível do fígado, e aqui é que está o seu fascínio, removendo o colesterol para fora do organismo, e podem ser ingeridas através das frutas.

No entanto, devido às diferentes funções que cada uma das fibras apresenta para o organismo, não é o mesmo comer uma mação ou uma carcaça de pão integral, frutas diversas ou uma salada de alface.

Doenças gastrointestinais, tais como a prisão de ventre, hemorróidas e cancro do cólon são praticamente inexistentes em pessoas que comem muitos alimentos ricos em fibras.

Lembre-se de que as dietas mais saudáveis são as mais naturais e mais relacionadas com os hábitos primitivos do homem.

As fibras, na realidade, são apenas o meio de transporte dos nutrientes e não são absorvidas pelo organismo. Desta forma, aumentam a quantidade de resíduos no intestino e aumentam o bolo fecal.

Como as fibras alimentares têm a propriedade de absorver água, as fezes ficam mais macias e a movimentação intestinal fica facilitada, um alívio para quem sofre de obstipação.

As fibras ajudam a reduzir o colesterol

As fibras ajudam a reduzir o nível de colesterol no sangue, o que reduz o risco das doenças cardiovasculares. As quantidades mínimas a ingerir diariamente oscilam entre as 32 e as 16 gramas o que não quer dizer que precisa de pesar ciosamente cada peça de fruta, a menos que o médico assim o designe. As fibras nunca são demais.

As maiores fontes de fibras alimentares são as amêndoas, o coco, a aveia, o trigo, o amendoim, o centeio, os espinafres, as azeitonas, as ervilhas e os feijões.

No entanto, pode ainda encontrar fibras em alimentos como a cenoura, o milho verde, a farinha de trigo, as passas, o pão, a laranja, os espargos, as amoras, as tangerinas, as uvas e os broculos.

Com esta lista, não terá desculpas para dizer que não conhece as fibras e que vai continuar a ignorar os benefícios que estas lhe trazem.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]