Conheça os alimentos curativos sem efeitos secundários

0
6229
Conheça os alimentos curativos sem efeitos secundários
Conheça os alimentos curativos sem efeitos secundários

Crianças e adultos podem usufruir dos efeitos de determinados alimentos, que realizam quase as mesmas funções dos medicamentos e são totalmente naturais. São eles, os alimentos curativos.

Os alimentos curativos

No nosso quotidiano existem alimentos que, pelas suas características intrínsecas, fornecem uma excelente forma de cura para determinados problemas. Sem trazerem consequências de maior, nem por causa do seu consumo e nem por causa das suas ações curativas, os alimentos promovem efeitos positivos no organismo do ser humano.

Muito se tem falado e debatido o assunto das componentes químicas dos medicamentos, eficazes na suas ações mas, prejudiciais em outros sectores. Logo, é normal que ultimamente se tenha procurado mais a via do tratamento natural, para evitar o aparecimento de males futuros devido ao seu consumo excessivo.

O estudo das plantas, na sua versão mais natural, está por isso a ser estudado exaustivamente para se descobrir até que ponto o recurso às mesmas é o mais apropriado e eficaz.

Todavia, não pode nunca esquecer que o recurso a certos alimentos, não substitui de forma alguma a utilização dos medicamentos. Para que esta situação se verifique convém consultar sempre o seu médico, e saber até que ponto é que pode prescindir de determinados medicamentos.

Consoante a gravidade do problema ou o cariz específico do mesmo, assim será a necessidade de ingerir determinados medicamentos até porque, muitos deles não são provocadores de efeitos secundários amplos.

Quando se fala em alimentos que são importantes pelas suas funções curativas, estamos a citar as cenouras, rabanetes, cebolas, couve lombarda ou o agrião.

As cenouras

As cenouras, inseridas na categoria dos vegetais, produzem excelentes efeitos na eliminação de diarreias, para além de serem facilmente digeridas em qualquer tipo de refeição ou mesmo cruas.

A sua vasta proporção de caroteno auxilia e, trás frutos muito positivos na capacidade de visão. Aliás, já desde os tempos mais antigos que se apela ao consumo de cenouras, para embelezar a cor do olhar.

As cenouras previnem abundantemente o aparecimento da anemia, infecções de bexiga, o excesso de ácido no estômago e atenua as dores de estômago. Problemas renais ou da bílis são, igualmente, travados com o consumo de cenouras.

Os agriões

Para estimular o apetite nada melhor do que os agriões, fazendo com que o metabolismo e organismo voltem a trabalhar regularmente. A expectoração e as funções do aparelho respiratório estão também bastante mais favorecidas com o consumo de agriões. Atenção que, os agriões devem ser ligeiramente cozinhados, pois estes podem conter produtos químicos.

Os rabanetes

Vesícula, fígado, sinusite e problemas respiratórios são os principais atritos nos quais os rabanetes fazem sentir a sua ação benéfica. O rabanete pode estar ralado ou cozinhado e, ainda que nem toda a gente o aprecie, os seus poderes curativos são bastante úteis.

As cebolas

As cebolas, por seu turno, são muito boas para acalmar os nervos e para as dores musculares. As crianças podem usufruir do seu particular valor, se tomarem chás preparados a partir de cebolas, em ocasiões que estejam com tosse.

A couve lombarda

Se está com falta de apetite, a melhor solução é escaldar um pouco de couve lombarda, pois este alimento é conhecido pelas capacidades de estimular o apetite. Para problemas respiratórios, fígado, musculares, apetite ou de expectoração, encontra soluções para quase todos eles através dos alimentos que consome, muitas vezes sem a frequência necessária.

Não se esqueça que, ainda que o consumo dos mesmo seja totalmente natural, em circunstância alguma deve abdicar dos seus medicamentos. Aconselhe-se sempre com o seu médico e siga as suas instruções.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]