Sardinha, a mais apreciada em Portugal

2066
Sardinha
Sardinha

A Sardinha é um dos peixes mais apreciados pela população portuguesa. Por isso, são raras as pessoas que não se rendem aos encantos deste peixe tão benéfico para a prevenção das doenças do coração.

A sardinha é um peixe de água salgada e fria com características reconhecidas por todos. Desde sempre que a sardinha fez a delícia da população, e foi durante muito tempo a fonte de alimento das populações que viviam em zonas ribeirinhas. Por esse motivo, e devido ao seu baixo preço, a sardinha era considerada um alimento característico das classes mais desfavorecidas.

Todavia, e desde esse tempo até aos dias de hoje, a sardinha tem ajudado a prevenir alguns tipos de doenças do coração devido aos seus constituintes, nomeadamente proteínas e ácidos gordos ómega 3.

Ainda que quase todo os peixes apresentem um papel importante para uma alimentação saudável do ser humano, os benefícios da sardinha são bem superiores aos do salmão, atum, ou mesmo do bacalhau. A verdade é que a sardinha contém um tipo de gordura polinsaturada, ácidos gordos ómega 3, que possibilita efeitos muito produtivos e benéficos ao coração do ser humano. Ajudando a reduzir as taxas de triglicérides e de colesterol no sangue, a sardinha possibilita ainda a redução da pressão arterial e altera a estrutura da membrana das células sanguíneas, tornando assim o sangue mais fluido.

Desta feita, os médicos recomendam que o consumo de peixe seja, no mínimo, realizado duas vezes por semana. Além do mais, os doentes de psoríase, doença da pele, e de artrite reumatóide saem também privilegiados do consumo de sardinha, sendo que o seu consumo é muito mais benéfico se falarmos nas sardinhas frescas do que propriamente nas enlatadas. Mas, ao comprar sardinhas deve ter em atenção o seu aspecto brilhante, a pele luminosa, por forma a não apresentar manchas estranhas, a sua tonalidade uniforme, os olhos brilhantes e um ‘corpo’ rijo, sem estar esmagado ou mole.

Frita, assada no forno, ou nas brasas, a sardinha faz as delícias dos portugueses e dos estrangeiros que se deslocam até ao nosso país. Se a quiser assar no forno, deixamos-lhe aqui uma sugestão: envolva-a, na sua totalidade, em papel de alumínio, e adicione-lhe uma rodela de limão, ervas aromáticas, como é o caso de orégãos, para que fique com um sabor ainda mais apetitoso. Além destes ingredientes, adicione-lhe também cebolas e pimentos, mas se quiser um prato ainda mais requintado não se esqueça dos cogumelos ou dos espinafres.

Qualquer prato de sardinha, e independentemente de como as pretende confeccionar, deve ser acompanhado de uma boa salada, com todos os ingredientes a que você tem direito, uns pimentos assados ou mesmo uma broa de milho, isto para os seus apreciadores. Lógico que este tipo de condimentos condizem ainda melhor se tivermos a falar de sardinhas na brasa. Muito apreciado entre nós, tenha sempre o cuidado de colocar as sardinhas a assar não nas chamas, mas sim nas brasas. Tempere-as com sal, e para que elas não fiquem moles antes de as assar mantenha-as no gelo e bem longe do calor.

Em qualquer forma de concepção das sardinhas, nunca esqueça de lavá-las previamente. Muito úteis para a prevenção de problemas cardiovasculares, existem muitas mais formas de ingerir sardinhas para além dos métodos tradicionais, assar, nas brasas ou forno, ou mesmo fritando-as.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]