Sabia escolher os alimentos para ter uma memória de elefante!

0
1229

Se ultimamente nota que anda mais esquecido e se a sua memória não está na sua melhor forma, antes de culpar o stress do dia-a-dia, ou os anos que vão passando, saiba que a forma como se alimenta também tem impacto sobre a sua saúde e capacidade mental.

A forma como se alimenta pode afectar a clareza do pensamento e a concentração, os níveis de inteligência, os reflexos e até a velocidade com que o cérebro envelhece, e uma boa alimentação com uma adequada ingestão de nutrientes é fundamental para o seu bom desempenho.

Então, se quer ficar com uma “memória de elefante”, deverá privilegiar o consumo de peixes como o salmão, o atum, a sardinha ou a cavala, ricos em ácidos gordos ómega-3, envolvidos na regeneração das membranas que envolvem os neurónios, e deve também incluir na sua alimentação ovos, pois a gema contém colina, que é um precursor do neurotransmissor acetilcolina, que pode melhorar a memória e ainda fornece diversas vitaminas do Complexo B, nomeadamente a tiamina, a niacina e o ácido fólico, que facilitam a comunicação entre os neurónios, facilitando o raciocínio e a memória. Alimentos antioxidantes também ajudam na memória, já que ajudam a prevenir o envelhecimento das células contribuindo para boa saúde e vascularização do sistema nervoso.

Os nutrientes com maior efeito antioxidante são as vitaminas A, C e E, os minerais zinco e selénio e os pigmentos fitoquímicos betacaroteno, licopeno e antocianinas, e que podemos encontrar nos frutos e vegetais amarelos, em frutos vermelhos ou em legumes verdes.

Também os cereais integrais, leguminosas e frutos gordos, por serem ricos em vitaminas do complexo B, notadamente ácido fólico e vitamina B6, melhoram as ligações entre as células nervosas. O azeite é também uma escolha importante para quem pretende fortalecer a memória, pela sua riqueza em ácidos gordos monoinsaturados, que integram a membrana das células nervosas e aceleram a transmissão de informação entre elas, mas também pela presença de polifenóis e a vitamina E, antioxidantes que exercem efeito neuroprotector.

Mas todos os nutrientes têm importância para o cérebro, por isso deverá sempre fazer uma alimentação variada, completa e equilibrada, que forneça todos os nutrientes necessários à saúde, pois assim, todo o organismo, e também a memória, funcionará melhor!

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]