Comer rápido e bem

0
5227

A vida saudável é cada vez mais difícil ser atingida na sua plenitude. Há sempre falta de tempo para comer bem ou para praticar exercício físico. Mas, se pensar bem, não é assim tão difícil!

Nós sabemos que o tempo para o almoço é escasso. Sim, e também sabemos que não sobra assim muito tempo nos seus dias para praticar exercício físico. Porém, a vida faz-se de prioridades e, se amanhã a prioridade é ir ao cinema, no dia seguinte a prioridade pode ser ir correr um pouco. Que tal? Basta que organize devidamente a sua agenda e tenha força de vontade.

O seu corpo precisa de todos os nutrientes essenciais para que este se mantenha são. O organismo terá que resplandecer de saúde, e para tal a única responsável é somente você e as suas acções diárias relativamente ao que consome. Você comanda e gere o seu organismo, pelo menos até certo ponto! É necessário comer muitas vezes ao dia, pouco, mas sempre ingerindo alimentos ricos em fibras, vitaminas e poucas calorias.

Comecemos pelo pequeno almoço.

Há pessoas que não dão a mínima importância para esta refeição, mas saiba que o pequeno almoço é a refeição principal do seu dia e que a sua falta pode ser o motivo que a leva a empanturrar-se ao almoço. Assim, opte por um pequeno almoço rico em cereais, uma fatia de pão intregal com uma fatia de queijo ou fiambre magro. A acompanhar pode também ingerir uma peça de fruta, ou mesmo uma salada de frutas.

O pequeno almoço deve ser vasto na variedade de alimentos e dos diversos grupos a que eles pertencem. Comer uma sandes com queijo e fiambre, mais manteiga, e um sumo com gasoso, não é com certeza sinónimo de saúde. Pode-o ser esporadicamente, mas não se a situação for diária. É importante que se sinta com energias, repleta de fibras e vitaminas, para dar início a mais um dia de trabalho ou de estudo.

Ao almoço

O almoço deve igualmente conter muitas fibras e vitaminas, sempre escolhendo devidamente os alimentos. Pizzas, hamburguers, sandes, são algumas das refeições tipo que deve riscar desde já da sua agenda alimentar, embora se forem consumidas de vez em quando o problema não seja muito grave. Para o almoço, opte por peixe, independentemente do tipo de peixe, acompanhado por verdura e, eventualmente, de um ovo cozido. Carnes magras, como é o caso do peru, com arroz integral, também são uma boa solução. Nada de fritos, panados, salgados ou bebidas gaseificadas.

Mas, para as pessoas que não comem uma refeição de faca e garfo, e que preferem algo mais prático, opte por uma sopa, prato que devia ingerir todos os dias, saladas diversas, iogurtes magros e fruta. Eventualmente uma sandes de carne assada ou atum pode ser uma opção, mas nada daquelas sandes com molhos ou maionese. Para complementar pode também aproveitar para comer um ovo cozido que é um excelente complemento, caso opte por uma refeição rápida.

Se a tentação das pizzas for grande peça uma de vegetais. Nada de pizzas com enchidos, pois estas é que são o verdadeiro pecado. As saladas de frutas, o arroz doce ou os gelados de leite também podem ser consumidos na sobremesa, embora não deva exagerar.

A principal recomendação para estes é que acabam por fazer o estômago mais cheio, evitando que você sinta que ainda está com fome. Ao jantar, a refeição deve ser igualmente leve, e se você abusou ao almoço convém que o jantar seja ainda mais leve. A meio da manhã, da tarde, ou mesmo antes de se deitar, pode comer uma peça de fruta, um iogurte magro, umas tostas ou bolachas integrais, sempre em poucas quantidades e somente para aconchegar o estômago.

Diga adeus aos fritos, às carnes vermelhas, ao excesso de batatas e massas, aos doces e bebidas alcoólicas. Opte por vitaminas, fibras, e tudo o que seja magro, para que a saúde possa ser totalmente renovada. Hoje deixamo-la abusar, e amanhã inicie uma nova mentalidade de consumo!

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]