O Verão no estômago

0
4733

O calor faz diminuir as roupas no corpo e pede muita água e comidas leves, porque isso das longas digestões só mesmo para os dias frios. Agora é altura para aproveitar toda a riqueza dos frutos e legumes que o calor trás consigo. Sem problemas.

Mas nem tudo são rosas ou melhor, nem tudo são petiscos para o estômago. Nesta altura, as mudanças de temperatura e de hábitos alimentares podem provocar problemas digestivos, especialmente quando o uso e abuso dos alimentos crus é evidente. O resultado são os ardores no estômago e problemas gastrointestinais.

Durante o Inverno, habituou o aparelho digestivo a alimentos pesados e cozinhados, e não pode esperar que no Verão não surjam problemas quando passa para uma alimentação com mais fibras e com alimentos não cozinhados. A juntar a isto, os horários que se deixam de cumprir em tempos de férias.

A hidratação é outro dos problemas que podem surgir nesta altura, e não pense que só precisa de beber líquidos e que para isso basta a imperial, porque não é bem assim. O álcool é absorvido pelo sangue em alguns minutos e é transportado até ao fígado, onde vai ser decomposto, seguindo para a circulação e daí para os diferentes órgãos, não substituindo nunca a água, necessária ao organismo. Esta deve ser sem gás, para evitar ainda mais pressões ao estômago, o que favorece a produção de ácidos.

Opte sempre por fazer refeições ligeiras, que não passam pelas sanduíches gigantes ou pelos hamburgueres, use mas não abuse de alimentos crus e de frutos ácidos. E claro, modere o consumo de café, chocolates, tabaco e álcool, se não quer sentir também os ardores do Verão no seu estômago.

E se um piquenique pode significar um dia mais do que bem passado, as consequências é que podem ser mais desastrosas. Não são raros os casos de intoxicações alimentares provocados por alimentos deteriorados servidos em piqueniques. As crianças, os idosos e as pessoas com problemas no sistema imunitário estão em maior risco nestas situações.

Para evitar que uma tarde de paródia acabe mal, tenha em conta algumas regras básicas como lavar sempre as mãos antes de manusear os alimentos e depois de tocar em carne ou peixe.

Os alimentos devem ser sempre lavados, em especial as frutas e os legumes, que são ingeridos crus e os que são retirados do congelador devem ser colocados de imediato na geleira, que durante a viagem e no local deve sempre permanecer à sombra e em local fresco. Se está na praia, um bom truque é enterrá-la na areia molhada junto à água.

Ao preparar a “lancheira” embrulhe sempre todos os alimentos em separado, especialmente o peixe, a carne e as aves, para evitar a sua contaminação. Se vai cozinhá-los no local, nunca deixe que fiquem “em sangue”, porque isso aumenta o perigo de contaminação, mas tenha também em conta que os grelhados não devem ser tostados, e que nunca deve ingerir as partes mais queimadas, altamente cancerígenas.

Em casa, a melhor solução para as suas refeições no Verão é optar por um pequeno-almoço, almoço leve, lanche e um jantar ligeiro, se quer aproveitar as suas férias ao máximo. Tudo muito bem regado com água, obviamente.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]