Guerra às Insónias

1819
Guerra ás insónias
Guerra ás insónias

As horas passam vagarosamente e você ainda está na sua cama de olhos bem abertos. Dá voltas e mais voltas no seu leito, mas o sono é teimoso e parece não querer aparecer…

O pior é que esta já é a terceira noite. Por impossível que possa parecer, as insónias atacaram uma vez mais…

As insónias traduzem-se por ser a impossibilidade de dormir durante a noite. Todavia, pode também ser sinónimo de insónias, quando se acorda muito mais cedo do que aquilo que é normal. Outra das vertentes das insónias, é custar muito a adormecer ainda que o sono venha, embora muito tarde. O pior de tudo, é quando nem uma horinha que seja se consegue dormir.

Porém, existem vários tipos de insónia: aquelas que são transitórias e que duram só algumas noites, as de curta duração que se prolongam por algumas semanas e as chamadas insónias crónicas, que podem ocorrer durante muito tempo. Estas últimas já são consideradas preocupantes, na medida em que podem trazer graves problemas para as pessoas em causa.

Não se sabe muito bem porque motivos específicos as insónias surgem, mas são vários os motivos que podem estar na sua origem. Em primeiro lugar, quando se viaja para um local com um fuso horário diferente daquele a que se estava habituado, pode trazer diferenças no sono provocando as ditas insónias. Depois, se é uma pessoa de difícil adaptação, pode muito bem sofrer de insónias apenas com as mudanças do horário de trabalho.

As insónias, muitas das vezes são provocadas pelos próprios ambientes de trabalho ou da sua casa. Se o seu local de trabalho ou a sua residência tem muita luz, está muito exposto ao sol ou se é invadido por um nível elevado de barulho, é normal que quando for tentar dormir não o consiga fazer facilmente. O mesmo acontece se não tiver uma hora mais ou menos certa para dormir ou se, costuma dormir durante o dia. O corpo não está habituado a dormir a horas regularizadas, portanto é normal que lhe custe sempre a adormecer.

Os excessivos consumos de álcool, cafeína ou de determinados medicamentos, podem causar perturbações no sono, causando-lhe insónias que a desgastam bastante. Existem certas doenças como a azia ou os diabetes, que podem estar na origem do aparecimento de insónias. Obviamente que o grande mal da nossa sociedade, o stress, é um dos motivos principais para o aparecimento de insónias. O corpo e a mente estão constantemente em desgaste e em estado de ansiedade, logo é mais que certo que quando chegar a hora de descansar não o consiga fazer.

Pode consultar um médico, para ver até que ponto o seu problema é grave ou se é apenas uma fase passageira. O médico pode receitar-lhe comprimidos, mas fique desde já a saber algumas coisas para não piorar a situação: dar voltas na cama não adianta, por isso deite-se apenas quando estiver cansada não vá para a cama quando terminar de almoçar ou jantar, tenha em atenção a temperatura do quarto, o álcool e a cafeína são totalmente desnecessários.

Pode seguir a via dos tratamentos alternativos, podendo optar entre a aromaterapia, através dos óleos de camomila, lavanda, rosa ou neroli, ou pela homeopatia através dos remédios Nux Vomica, Ignatia e Muriaticum Acidum. Os remédios de ervas também são muito aconselháveis, tal como a acupressão. Para esta última, basta fazer pressão com os dedos indicadores atrás de cada orelha, durante um minuto.

Explicações e conselhos transmitidos e pode já optar por aquilo que preferir, quer seja pelo método da medicina convencional ou pela alternativa, para eliminar de vez as insónias. O importante é que consiga recuperar essas horas de sono que tem vindo a perder, e a guerra com as insónias estará vencida…

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]