Peles Sensiveis

1410

A pele demonstra sinais nefastos e de aparência pouco saudável, dando origem a que as pessoas coloquem um rótulo à sua pele de: pele sensível.

Cada um de nós tem um tipo de pele diferente. Existe um número de factores, que originam uma pele mais saudável: a alimentação ou a rotina diária, são alguns exemplos. Há peles oleosas, secas ou mesmo mistas. Mas hoje, debrucemo-nos sobre as chamadas, peles sensíveis.

A pele sofre todos os dias contactos negativos, com o ambiente que a rodeia. A poluição, as altas ou baixas temperaturas, as mudanças nos hábitos alimentares protagonizadas pelas dietas bruscas, o stress, factores genéticos ou mesmo, alterações no organismo, produzem, efeitos negativos na sua pele.

Os anos passam e a pele, vai piorando as suas condiçõe internas e externas, apresentando-se cada vez mais velha e desgastada. Logo, a pele demonstra sinais nefastos e de aparência pouco saudável, dando origem a que as pessoas coloquem um rótulo à sua pele de: pele sensível.

Em termos gerais, a pele sensível é considerada como o enfraquecimento da barreira que protege a epiderme, não conseguindo actuar na totalidade para a sua defesa. Daí que, surjam borbulhas, o irritante acne e a sua pele, se torne demasiadamente seca.

A pele sensível, instala-se de imediato perante condições ambientais e climatéricas, provocadas por alterações bruscas. As zonas automaticamente afectadas, são a área interior do braço e a zona dos olhos, que é a área mais sensivel de todo o corpo.

Para além das mulheres também os homens têm pele sensível, ainda que no primeiro caso seja mais habitual. Os idosos podem igualmente ter pele sensível, mas é nos jovens que a mesma mais facilmente se instala. Porém, não há excepções para o aparecimento da sensibilidade da pele, pois ela tanto surge em peles oleosas, como em peles secas.

A pele sensível, e agora falando numa linguagem dermatológica, pode apresentar-se sob quatro vertentes: a dermatite irritante de contacto, a dermatite alérgica de contacto, a reacção imediata de contacto e a acnegenesis/comedogenesis. No primeiro caso, quando há a concentração de um agente irritante, aparece inchaço e vermelhidão. Está relacionada com a exposição a irritantes, como os detergentes.

A dermatite alérgica de contacto, surge posteriormente ao segundo contacto com o agente irritante, e produz um efeito de maior vermelhidão, menos concentrada, e de comichão. Associada a estes sintomas, complementando-se ainda com a sensação de queimadura, surge a reacção imediata de contacto que, se produz no preciso momento de contacto com o agente nefasto.

O acne e as borbulhas podem ser apresentadas, sob a forma de acnegenesis ou comedogenesis, não atacando necessariamente apenas, as peles sensíveis. O combate às peles sensíveis, implica evitar os raios fortes do sol, corantes, sabões, álcool, detergentes ou determinados perfumes. Tudo isto, depende apenas de si.

A regeneração celular abranda com o desenvolvimento da pele sensível, a partir de alterações na célula e no próprio invólucro. Se tiver juntamente com todos os sintomas que há pouco se referiu, uma sensação de dor, vá a um bom dermatologista, pois isso indica uma grave danificação da barreira de lípidos.

Se a sua pele ainda não é muito sensível, pode vir a tornar-se mais tarde. Portanto, vá já precavendo-se e tome cuidado com os factores exteriores do meio ambiente que a rodeia.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]