Biodanza – a expressão mais primitiva da dança da vida

4905
Biodanza
Biodanza

Dançar não é somente divertirmo-nos. Dançar promove um conhecimento da nossa identidade total, uma fusão com o que nos rodeia. Biodanza é a técnica que promove isto e muito mais…

Rolando Toro é o nome que está na origem do aparecimento deste conceito. Psicólogo, pintor, antropólogo e poeta de origem Chilena, promoveu a técnica da Biodanza baseada nas formas mais primitivas de dança.

Biodanza, a dança da vida

Rejeitando o conceito banal de dança, a Biodanza recorre a este tipo de expressão para suscitar a descoberta da verdadeira existência e da identidade de cada um, a partir das melodias, cânticos, movimentos, gestos e expressões auditivas.

Da junção de Bio, vida, e Danza, dança, surge aquilo que os seus protagonistas apelidam de Dança da Vida. O método assenta em ouvir música, meticulosamente escolhida e apropriada para o efeito, sob a orientação de profissionais, com o objectivo de promover experiências humanas fortalecendo a vivência de cada um.

Atua na componente afetiva, sexual, existencial, de maneira a proporcionar a harmonia do ser humano com o mundo. A música suscita transformações no indivíduo, que através dos movimentos e gestos, permitem o alcance do mais elevado nível comunicativo e afetivo com nós mesmos.

As Escolas de Biodanza proliferam por todo o mundo: Brasil, Espanha, Austrália, Portugal (Escola de Biodanza de Lisboa), Argentina, Itália, França, Perú, Bélgica, Alemanha e em outros tantos locais, onde a dança é encarada como o caminho para expressão máxima da união, entre o ser humano e a natureza. Aliás, não convém esquecer que a história da dança é antiquissima.

Há registos da dança primitiva, de danças da chuva, protagonizadas pelos Índios, ou mesmo danças tântricas. Já desde épocas remotas, a dança era utilizada como uma forma de atingir alguma coisa, ou de libertar o espírito para realidades mais equilibradas e positivas.

Aqui, na Biodanza enaltece-se a dança cósmica, o ritual do movimento e os gestos corporais, em auto conhecimento próprio e dos seus semelhantes. A Biodanza permite que estejamos em sintonia com nós mesmos, com as nossas características, facetas e momentos existenciais. Se as pessoas não se interligarem com elas mesmas, jamais o poderão fazer com os outros.

Numa aura natural e de pura liberdade, as sessões de Biodanza restabelecem essa harmonia do indivíduo através, não só desses movimentos, como também a partir da visualização dos outros que repartem consigo esse estado natural e de interligação máxima com o mundo.

Os momentos de regressão são também um dos métodos da Biodanza, o contacto com o passado sobre outra forma, que não o movimento ou a música. Mas, o toque com os outros, a importância do sentido da audição, como essência de toda a harmonia, é o principal tesouro que a Biodanza possui. Libertas, as pessoas deslocam-se harmoniosamente, apoiadas pelo ar e em total contacto com os outros. Comunicam pela via do corpo e aprendem a relacionar-se com o resto da vida que existe à sua volta.

Critérios musicais seletos, ajudam a auxiliar no âmbito da saúde, do afecto, amor, alegria e na identidade. A auto estima, a essência da vida, os relacionamentos, a criatividade e o despertar de uma consciência identificativa da harmonia corporal e psicológica, são alguns dos traços que vestem a Biodanza. Dos conteúdos intrínsecos de cada melodia, pode descobrir o verdadeiro ser que habita em si através desta Danza de la Vida. Liberte-se para Ela!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]