Aprenda a reconhecer os Sintomas de Stress

2731
Aprenda a reconhecer o stress
Aprenda a reconhecer o stress

Há pessoas que só conseguem trabalhar sob pressão, mas dessa pressão até aos sintomas de stress o caminho não é assim tão longínquo. Reconheça, de uma vez, se está ou não com problemas de stress.

O stress é o mal das sociedades modernas. Perante um novo impulso mundial no mercado de trabalho, as pessoas habituaram-se a trabalhar sob uma enorme pressão. Esta pressão pode até ser saudável, desde que a mesma não ultrapasse determinados parâmetros dados como saudáveis. A partir de determinada altura, e após a constatação de certos sinais, é evidente que o stress se instalou na vida do ser humano, E, aí, a solução é abrandar o ritmo e começar a fazer algo por si mesma!

O desafio é extremamente importante para as nossas vidas. As coisas que nos parecem, à partida, impossíveis são aquelas pelas quais mais lutamos com garra. Todavia, essa necessidade de perfeição e de conquista pode revelar-se perigosa para a sua saúde. Se não detém armas e poderes para tal limite-se a fazer o suficiente, e jamais obrigue o dia a ter 25 horas quando o mesmo não vai além das 24. Por isso, é importante perceber se ainda se encontra naquele patamar em que está a trabalhar sobre pressão ou se já atingiu um estado mais alarmante.

O stress apresenta inúmeros sintomas reveladores da sua presença, embora os mesmos variem de intensidade e de pessoa para pessoa. Há a salientar a presença de dores nas costas, estômago, pescoço, dificuldades em dormir, cansaço extremo, as tonturas, e um aumento substancial do ritmo cardíaco, da circulação sanguínea, e da tensão muscular. Estes são sintomas físicos habituais nas pessoas que se encontram a passar por uma fase de stress, embora alguns possam ser mais evidentes que outros.

Ao nível das atitudes exteriores são também comuns determinados comportamentos, típicos de quem está a atravessar um momento mais stressante: humor instável, crises de autoritarismo, incapacidade para levar avante aquilo a que a pessoa se propôs, e fumar ou beber em demasia.

O stress pode também ter duas vertentes relativas à alimentação: a pessoa começa a comer demais, sem ter qualquer cuidado, como pode também induzir a pessoa a não comer quase nada. A falta de alimentos com o stress origina ainda um problema mais grave, não só de foro psicológico como também orgânico.

Levar uma vida agitada, trazer os problemas de casa para o escritório, e vice versa, não conseguir ter um momento de descanso ou lazer, e estar sistematicamente a pensar nos seus afazeres, sem se dedicar a cuidar de si mesma, só poderá, no final, originar graves problemas para a sua saúde.

Mentalize-se que o trabalho não é o centro da sua vida, e que existem coisas mais importantes, nomeadamente a sua saúde! Consultar o médico, ou optar por ir fazer uma terapia alternativa de relaxamento, com o intuito de combater o stress, pode ser uma boa solução para os seus problemas.

Ao entrar no estado de stress toda a sua vida vai sofrer uma grande transformação, a todos os níveis. As palavras paciência ou tolerância vão deixar de fazer parte do seu vocabulário diário, e é natural que se irrite facilmente por tudo e por nada.

Mas, e se o stress vai ter uma influência direta na sua alimentação, não nos podemos também esquecer que uma má alimentação pode mesmo contribuir para um desencadear de stress, antes mesmo dele se começar a manifestar através dos sintomas atrás referidos. Logo, alimentarmo-nos corretamente é um passo importante para controlar o aparecimento e, até mesmo, o agravar do mal das sociedades modernas a que se deu o nome de stress.

Paralelamente a uma alimentação saudável, renunciando o popular conceito de fast food, é imprescindível praticar exercício físico. Não só porque faz bem, como também porque ajuda a aliviar a tensão, descarregando as energias e as tensões acumuladas.

Qualquer que seja o exercício, cardio fitness, corrida, musculação, dança, boxe, todos eles contribuem bastante para uma melhoria significativa do seu estado psicológico.

Seguiu todos os nossos conselhos e agora já reconhece os sintomas de stress?

Agora, já pode analisar com precisão se está a trabalhar sob pressão ou se, simplesmente, já atingiu o estado de stress. Tome cuidado, e lembre-se sempre que a sua vida e saúde estão primeiro que qualquer realização profissional!

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]