História dos Contraceptivos

4952
Métodos Contraceptivos
Métodos Contraceptivos

Tomar um pequeno comprimido a uma hora certa ou colocar um capa de material especial sobre o pénis parecem hoje uma tarefa fácil para quem quer evitar a gravidez…

Desde sempre a Humanidade procurou formas de gozar o prazer carnal sem ter que se preocupar com gravidezes indesejáveis. Para tal muito contribuiu a imaginação fértil dos nossos antepassados. Senão vejamos algumas das formas mais caricatas e estranhas utilizadas como contraceptivos.

A introdução na vagina de meio limão espremido, permitia evitar as gravidezes indesejadas devido às suas propriedades ácidas, que actuavam sobre os espermatozóides.

O mel, azeite e vinagre foram os métodos mais utilizados como espermicidas em tempos remotos, sobretudo pelas prostitutas.

É conhecido do século XIX o uso de tampões feitos à base de fezes de crocodilo misturadas com mel. E na Antiga Grécia era usado um tampão de lã com azeite de oliveira, mel e resina de cedro.

Como sempre é com o aparecimento de doenças sexualmente transmissíveis que as preocupações aumentam em relação à protecção de doenças por via sexual.

O uso do preservativo teve um incremento com a descoberta do vírus do HIV, mas no século XVI uma outra epidemia deu origem ao uso deste pequeno instrumento. Nessa altura a sífilis atacava em força e as mulheres foram as mais entusiastas em fazer usar a pequena capa feita da pele dos intestinos de ovelhas.

E se pensa que os preservativos decorados são apenas uma moda deste século, desengane-se, porque no século passado as conhecidas “bexigas” eram decoradas com imagens eróticas, talvez para despertar o desejo um pouco perdido de quem colocava as camisinhas.

A pílula veio revolucionar os métodos contraceptivos causando uma verdadeira revolução sexual. Os outros métodos como o DIU são mais recentes, mas a história da contracepção ainda não acabou. Mais uma vez revolucionária e prometendo alguma polémica, é a descoberta do anti-contraceptivo masculino, mediante uma injecção de hormonas aplicada semanalmente o que introduz no corpo do homem 200 miligramas de testoterona, diminuíndo a produção do corpo desta hormona, com uma eficácia contraceptiva de 99%.

A busca do prazer a fazer usar a imaginação para evitar a gravidez.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 3]