Conheça a relação entre a menopausa e a diabetes

1763
Cuidados durante a menopausa para os doentes com diabetes
Cuidados durante a menopausa para os doentes com diabetes

O tratamento de substituição estrogénica indicado para as mulheres em período de menopausa, tem sido desaconselhado às doentes de diabetes.

A menopausa e os doentes com diabetes

Hoje em dia, o tratamento para a menopausa é feito através da terapêutica de substituição estrogénica, inicialmente desenvolvida para responder às queixas do período menopaúsico.

O tratamento revelou-se positivo para a maioria das mulheres que o efectuavam e que enfrentavam os habituais sintomas, como calores, problemas urinários e secura vaginal, sintomas diminuídos pelos tratamentos.

A acrescentar a isto, ocorrem ainda os riscos de fractura por osteoporose que também diminuíram tal como os acidentes cardiovasculares.

Para as mulheres diabéticas, os perigos de coágulos que o tratamento no seu início acarretava, com as altas doses de estrogénios, levou a que fossem colocadas à parte dos estudos, com receio dos perigos possíveis.

Actualmente o tratamento apresenta um nível mais baixo de estrogénios e os estudos mais recentes efectuados nos EUA com grupos de mulheres revelaram que as que não seguem um tratamento de estrogénios apresentaram um risco superior de se tornarem diabéticas após a menopausa.

Noutro estudo com mulheres diabéticas constatou-se que as que seguiam a terapêutica tiveram uma melhoria na sua qualidade de vida e também uma diminuição dos riscos da diabetes, com a redução da hemoglobina e do colesterol.

Mesmo com estas boas novas, apenas o seu médico pode aconselhar-lhe uma das formas de terapêutica, que mesmo com algumas contra-indicações podem melhorar a sua qualidade de vida após a menopausa.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]