Como prevenir o ataque dos Herpes

2892
Herpes labial
Herpes labial

Os lábios começam a ficar muitos finos e as borbulhas atacam pouco tempo depois. Os herpes é um dos problemas que ataca mais pessoas do que aquilo que possa pensar.

Sintomas do herpes

De um momento para o outro os seus lábios começam a ficar extremamente sensíveis. Começa a sentir uma comichão pouco habitual, uma zona dos lábios fica inchada, e eis que se começam a verificar as lesões labiais.

Muitas são as pessoas que sofrem com este problema, e a cura definitiva parece estar ainda muito longe da realidade.

O pequeno transtorno que de início que os herpes provocam, acaba por se tornar um verdadeiro inferno.

Alguma dor e um aspecto pouco estético são apenas dois dos problemas que os herpes apresentam. Mas, o pior de todos eles, é o facto de os herpes serem contagiosos.

Por isso se recomenda um cuidado redobrado com os copos, talheres, batons, ou outros utensílios que possam obrigar a um contacto labial.

Em pequenas coisas que julga não terem problema nenhum pode residir o perigo de contrair herpes. E depois de os curar, eles podem voltar a aparecer tempos depois!

Causas do aparecimento do stress

Não se sabe na totalidade qual o motivo que origina o aparecimento dos herpes, embora já se conheçam algumas das condicionantes que podem levar ao aparecimento dos herpes, para além do contágio:

  • o stress,
  • as depressões,
  • a menstruação,
  • o cansaço,
  • frio ou o calor em demasia,
  • gripes,
  • febres
  • problemas emocionais.

Qualquer uma destas situações pode ser a condicionante para que o herpes rebente, a qualquer momento, nos seus lábios.

Uma boa parte da população já teve herpes, quer seja o herpes labial ou genital. Embora quase a totalidade da população possua o vírus dos herpes, a verdade é que em apenas uma parcela o mesmo se manifesta.

O herpes labial

Os herpes podem durar cerca de uma ou duas semanas, caso não venha a ser tratado numa primeira fase.

Actualmente existem no mercado farmacêutico pomadas muito boas que podem atenuar o problema e resolvê-lo rapidamente, mas nunca se auto proclame como médico e parta para um auto medicação.

Qualquer farmacêutico lhe indicará qual o melhor medicamento para o seu caso.

Ainda que muitas pessoas quando têm herpes não evidenciem nenhum problema, há ainda aquelas que ao estarem sob o efeito de herpes passam um pouco mal durante esta fase.

Algumas delas chegam a ter febre, outras dores de cabeça insuportáveis, dor de garganta ou mesmo náuseas. Os sintomas variam de pessoa para pessoa, embora algumas nem sequer os venham a sentir, enquanto outras chegam mesmo a acumular mais que um.

O Herpes vaginal

Relativamente a herpes vaginal, cujo uso do preservativo não previne totalmente o seu contágio, pode provocar ardor, vermelhidão, muita comichão, e a pessoa pode também vir a ter febre.

Assim, é necessário ter o máximo cuidado para prevenir os herpes. Tente não rebentar borbulhas ou tirar crostas, podendo piorar ainda mais a situação; não se medique a si mesma, sem a opinião de alguém que perceba deste assunto, e tenha sempre o máximo cuidado com a higiene quando estiver com herpes.

Cuidado com os copos ou outros talheres, e não mantenha qualquer contacto mais físico com ninguém quando estiver com herpes. Se tiver herpes labial pode colocar um pouco de gelo, assim atenua um pouco mais as borbulhas.

Sempre que tiver qualquer dúvida não ouse em consultar o seu médico dermatologista para lhe dar todas as explicações necessárias.

O importante é não contagiar ninguém, não emprestando nada que tenha tocado os seus lábios, nem beijando ninguém, da mesma forma que deve ter em atenção todos estes pequenos factores quando é a outra pessoa que está com o problema.

Se nunca sofreu de herpes, acredite que a qualquer momento você pode ser a próxima vítima. Basta beber num copo mal lavado, no qual uma pessoa com herpes tenha estado em contacto, estar próxima da altura da menstruação ou andar um pouco mais nervosa!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]