Chegou a época das alergias, conheça os sintomas e as causas

5642
Chegou a época das alergias, conheça os sintomas e as causas
Chegou a época das alergias, conheça os sintomas e as causas

Acabámos de entrar na estação em que as alergias mais atacam: a Primavera. A mudança de tempo é a principal causadora desta vaga de alergias.

A Primavera a época das alergias

São um dos problemas que mais afeta os portugueses nesta altura do ano. O pó, os fumos, as partículas que circulam no ar, determinados alimentos, o pólen das flores, a humidade, contacto com certos objetos, animais, vapores, fungos e bactérias, assim como tantos outros agentes, são os principais causadores das alergias.

Ainda que não haja uma solução definitiva para a cura, pode começar a ter mais cuidado para, ao menos, ter a situação controlada. Não só em Portugal, como também um pouco por todo o mundo, as alergias fazem-se sentir cada vez com mais incidência.

Sintomas das alergias

Os sintomas são extremamente banais o que faz com que as pessoas não liguem a mínima a uma dor de cabeça ou a uns espirros que, aparentemente, não têm qualquer importância. A verdade é que esses espirros, dores de cabeça, comichão na pele e arrepios de frio podem ser os sinais evidentes de que estamos com uma alergia.

Essa alergia produz uma reação que não é comum no nosso organismo, mas isto não quer dizer que todas as pessoas sejam afetadas pelo mesmo motivo da alergia. Cada pessoa tem um organismo específico, o que significa que uma substância com probabilidades para ser alérgica não o é para toda as pessoas.

Comichão

As alergias podem manifestar-se no organismo de várias formas. Uma delas pode ser a manifestação na pele, provocando uma enorme comichão, até originar aquilo a que se denominou de eczema. Designam-se por dermatites de contacto, e são frequentemente causadas pelo contacto direto com objetos, como é o caso de relógios, óculos, botões, feitos a partir de um determinado material.

Na realidade, a pessoa ao adquirir o objecto não tem noção que aquilo lhe possa causar alergia. Só mais tarde, com a pele ferida e a exagerada comichão, é que é possível detetar tamanha alergia.

Vómitos, cólicas ou diarreia

As alergias podem também provocar vómitos, cólicas ou diarreias podendo ser um forte sinal de que algo está errado. Frequentemente, este tipo de reações são motivados a partir de alergias derivadas da ingestão de chocolates ou mariscos.

Olhos inchados e irritados

Este é um tipo de alergia muito frequente, mas aquelas que são provenientes de partículas que circulam no ar ou o pólen das flores são as mais habituais na altura da Primavera. Os olhos irritados e a sensação que se está sempre a chorar são os sintomas que lhe indicam de antemão que esteve em contacto com alguma substância, neste caso partículas, que lhe causaram essa alergia.

Tosse e falta de ar

O pó ou os desinfectantes podem ser também um causador de alergia, mas aí a tosse e falta de ar são os sintomas característicos. A maior parte das pessoas quase nem dá a devida importância a este género de sintomas. Daí as alergias serem descobertas mais tarde, apenas num estado já avançado.

Espirros

Os espirros são sempre os sintomas iniciais de qualquer alergia, indicando que o problema ainda não atingiu na totalidade o organismo. Embora a pessoa possa descobrir que é alérgica a qualquer coisa numa altura indefinida do ano, é na Primavera que elas mais se fazem sentir devido às partículas que circulam no ar, provenientes de árvores ou plantas, ou devido ao pólen das flores.

Não há muito a fazer para se evitar as alergias. Há mesmo quem afirme que o excesso de limpeza, nas alergias derivadas de pó ou sujidade, pode ser também prejudicial. A única coisa que se sabe é que cada vez mais as condições climatéricas e o meio que nos envolve podem ser os grandes responsáveis pelo aparecimento das alergias, devido ao excesso de poluição e à falta de cuidado do ser humano em preservar o meio ambiente.

Causas das alergias:

Fique então com a lista de causadores desta doença, e dirija-se ao médico assim que detectar alguma anomalia para ser devidamente medicada:

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]