Viajar com os animais de companhia, conheça os cuidados a ter

1735

Ir de férias é sempre muito positivo. Quer vá para a praia, campo ou cidade, o descanso é sempre apetecível! Mas, e como é que vai viajar com o seu animal de companhia?

Viajar com os animais

Eles são amorosos! Os seus animais de companhia fazem uma tremenda barulheira lá em casa, desarrumam-lhe as coisas, mas não há dúvida que são um poço de doçura e de mimos. Portanto, é quase impossível separar-se deles!

Leve os seus animais férias

Vá de férias e leve-os consigo, embora deva ter algum cuidado para saber aquilo que lhes causa desconforto. Sempre que vai de viagem pense em tudo aquilo que vai precisar nos próximos tempos, sem nunca esquecer o(s) seu(s) animai(s) de estimação.

Alojamento com animais de companhia

Porém, e antes de pensar no alojamento, deve ter também em consideração a viagem, à qual nem sempre eles se conseguem adaptar. Se esta última situação for o caso, fique a saber que já existem vários locais que oferecem também a eles umas excelentes férias, sem se precisar de preocupar.

Tal como os seres humanos, os animais também têm um boletim onde estão inscritas todas as situações clínicas, vacinas, etc.

Preparativos necessários para viajar

Por isso, este deve ser um documento que nunca deve esquecer sempre que os levar de férias. Uma coisa muito importante antes de viajar é saber se está tudo em ordem com o seu animal, e verificar se é necessário alguma vacina ou outro tratamento especial para ir para o destino de férias que você idealizou.

Todas as precauções devem ser tomadas antecipadamente. Por isso, os animais, os cães e gatos, devem ser identificados com um micro-chip debaixo da pele ou então com uma tatuagem.

Embora não seja obrigatório em muitos países, outros há que exigem este procedimento. Ainda assim, para outras espécies este método não costuma ser aplicável.

Em todo o caso, é conveniente não se esquecer desta precaução, nem que seja para se prevenir. O animal, caso este seja cão, deve ter uma coleira com os dados do dono, não vá perder-se dele.

Viagens de carro com o seu animal

Se for viajar com um animal, seja ele qual for, tenha cuidado pois há muitos animais que enjoam. Não lhes dê de comer durante a viagem, nem no período anterior à mesma.

Apenas água, e alimentos só no fim do trajecto. Pare sempre de duas em duas horas, para que o cão ou gato se possam mexer um pouco.

Se quiser parar e ir a algum sítio, deixando o animal dento do carro, encoste sempre à sombra, com as janelas abertas para entrar o ar, senão o animal sufoca e pode irritar-se.

Quando os cães e gatos são ainda pequenos podem viajar numas casotas pequenas, mas quando forem maiores convém colocar uma rede entre os bancos da frente e os de trás, para que o animal não perturbe a condução.

Viajar com pássaros, répteis ou roedores

Pássaros, répteis ou roedores devem ir na gaiola deles, e nunca soltos. Vai viajar, mas não vai no seu carro!

Utilizando outro meio de transporte terá que se informar acerca das condições e exigências do mesmo para ter a certeza que os animais vão bem.

Nos aviões, e em determinadas companhias aéreas, os animais podem ir na cabina dos passageiros, numa casota, mas só se tiverem até 6 kg.

Quando o peso excede este número, as companhias aéreas encontram outra solução, embora habitualmente recorram à instalação dos animais no porão. Independentemente do animal de estimação que tem na sua casa e que pretende levar de viagem, informe-se sobre todas as coordenadas e exigências necessárias, quer seja na viagem ou no alojamento.

Se não houver mesmo condições para o levar não desespere, pois há excelentes locais que tomam conta deles nas férias. Afinal, eles também merecem descansar!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]