A moda das modelos magras veio para ficar

7466
A moda das modelos magras
A moda das modelos magras

A moda das modelos magras veio para ficar. Poucos centímetros, nem sempre foi assim: já houve alturas na História em que a frase “gordura é formosura” tinha toda a razão de ser.

Se percorrermos os grandes museus europeus, retratos de belas mulheres mais “cheiinhas” desfilam diante dos nossos olhos. Lembremo-nos, por exemplo, do mestre renascentista Botticelli e das suas vénus e ninfas com formas bem pronunciadas.

Porquê modelos magras?

Mulheres magras? Nem pensar…  Nos nossos dias, o ideal de beleza de Botticelli já não tem qualquer sentido. Pelo contrário, magreza é sinal de beleza.

Os mais gordinhos é que estão mal – os dedos são-lhes apontados sem misericórdia.

A indústria da moda também não foge à regra… Modelos esbeltas, com formas delicadas e pouco pronunciadas, invadem as revistas e a televisão.

Nas lojas, o tamanho da roupa tem vindo a reduzir a olhos vistos: S, XS e mesmo XXS. Um exagero? Pois saiba que estes são os primeiros números a esgotar.

Este é um culto que estende, cada vez mais, os seus tentáculos…

Nas revistas, top-models e actrizes revelam os segredos para se manterem elegantes. Perto do Verão, o negócio mais lucrativo são, sem dúvida, os ginásios. Nos supermercados, produtos light enchem prateleiras e prateleiras.

É toda uma indústria que se alimenta (e alimenta) da moda da magreza. Todos (homens e mulheres) queremos ser magros. Será que podemos falar de uma obsessão geral? Basta nos darmos conta do aumento do número de disfunções alimentares, como a bulimia e a , para termos ideia de como esta moda afecta a vida das pessoas. Mas, no meio disto tudo, há quem tente quebrar esta onda – as lojas especializadas em roupa para pessoas mais fortes são disso exemplo.

Quem sabe se daqui a pouco tempo os valores não se invertem? Sim, porque falamos de valores estéticos em constante evolução.

Um exemplo… Estar moreno foi, durante séculos, associado às classes mais baixas que trabalhavam nos campos. Por isso, nobreza e burguesia faziam o culto da pele imaculadamente branca.

E agora? Estar moreno é sinónimo de vida saudável.

Hoje já se fala da procura, por parte dos criadores de moda, de outro tipo de modelos: mais femininas e com formas pronunciadas, elas conquistam o lugar das mais esqueléticas.

Por agora estamos nas modelos magras, vejamos o que ainda virá para agradar ao nosso, pelo menos temporário, sentido estético…

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]