A lingerie é uma autêntica arma de sedução, use e abuse

2850
A lingerie é uma autêntica arma de sedução
A lingerie é uma autêntica arma de sedução

A lingerie é uma autêntica arma de sedução. Longe estão as épocas em que a lingerie pouco ou nada dizia às mulheres. Hoje, esta peça de vestuário é tão importante como outra qualquer…

Lingerie, a arma de sedução dos homens

A lingerie apresenta uma vasta variedade de feitios, formas e de cores, aptas a serem vestidas para embelezar o corpo feminino. Há alguns anos atrás o preço da lingerie era algo de exorbitante, face à escassa procura mas actualmente essa situação já não tem razão de ser. As mulheres compram lingerie e compram-na com gosto e prazer, com o objectivo de se sentirem bem e de agradar o seu companheiro.

À lingerie está relacionado, por excelência, o soutien. A sua origem é um pouco conturbada. Há quem afirme que nasceu na América do Norte, outros em Roma e, outros ainda, declaram que o primeiro local onde se usou soutien foi em França.

Face a tamanhas dúvidas, o que importa realçar é que o soutien e o popular espartilho surgiram para cobrir o corpo, devido ao atentado ao pecado e ao pudor do acto sexual proclamado pela Igreja. Coberto o corpo, achava-se que as mulheres não corriam qualquer “risco”.

Lingerie – cueca

As cuecas têm uma origem muito mais antiga, pelo menos aquilo que mais se assemelhava a elas. Os povos mais antigos usavam-nos para tapar as partes frontais e deixavam apenas uma tira, do género fio dental, na parte traseira. Mas, tudo era feito com um simples pano e sem grandes preocupações de estética ou de imagem. Aliás, o conceito de estética e sedução nem tão pouco tinha sido descoberto, pelo menos para os povos mais longínquos da história.

Com o passar do tempo e, com a difusão do Cristianismo, começou a haver cada vez mais a preocupação de tapar o corpo, utilizando tecidos grossos e com pouca possibilidade de tentar descobrir os contornos do corpo. O brotar da Renascimento faria com que se realçasse as formas humanas e os seus contornos, escondidos durante tanto tempo.

A imagem do pecado e de Deus era deixada um pouco à margem, em prol do enaltecimento cultural e do indivíduo em si mesmo. Assim, o cuidado com as roupas começou a ser maior e mais detalhado.

Desde esse período até um pouco antes do rebentar da industrialização, o espartilho marcou a sua presença durante muito tempo. Era através dele que as formas do corpo sobressaíam, com decotes mais amplos e elevando os seios. Contudo, o espartilho era demasiadamente apertado e sufocava em demasia as mulheres, para já não falar do longo período de tempo que levava a ser colocado e da ajuda que era necessária. Só mais tarde, surgiu aquilo que mais se assemelhava ao soutien, na forma e feitio como hoje estamos habituado a vê-lo.

História da lingerie

A história da lingerie está, indubitavelmente, relacionada com a época e com o modelo de vida da época. As mulheres que se prostituíam foram as primeiras a usar os soutiens e as cuecas mais usadas, como forma de seduzir aqueles que as procuravam.

Esta revolução só aconteceria após a I Guerra Mundial e, é com a segunda guerra deste calibre que surgem os soutiens sem alças, com arame na parte inferior e as famosas ligas. Com a chegada da década de 60, os soutiens perdem de vez os arames e os enchimentos característicos, e a revolução da lingerie e da moda é total.

As mini saias, os tecidos finos e transparentes, e a emancipação feminina fizeram com que as décadas de 60 e 70 atingissem o auge das conquistas femininas.

Moda da Lingerie

A moda e a lingerie começavam a imperar aos poucos, e a preocupação com o aspecto físico começou a ser cada vez maior. A mulher começa a preocupar-se com a sua silhueta, e do seu roupeiro fazem parte peças como soutiens, tops avantajados, mini saias, tangas, camisolas transparentes, calças justas, entre tantos outros acessórios. Tudo fruto da emancipação feminina ocorrida décadas antes.

Hoje, qualquer mulher aprecia comprar uma peça de lingerie e, de facto, a diversidade é tanta que dá vontade de comprar quase tudo o que a loja tem para vender. A beleza da coisa é que a lingerie transforma qualquer corpo, seja bem feito ou com gordurinhas a mais. A verdade ainda maior é que, a lingerie seduz qualquer pessoa para, logo de seguida, seduzir aquele que a observar no corpo da mulher…

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]