Pequeno-almoço fora ou em casa?

0
2775

Quantas vezes por semana sai de casa, sem o pequeno-almoço tomado, e entra no café mais próximo para ingerir a primeira refeição da manhã? Tem consciência que esta sua opção é mais calórica e que lhe fica financeiramente mais cara, se comparar com as vezes que toma o pequeno-almoço em casa?

Já todos sabemos que tomar um bom pequeno-almoço é um excelente investimento no nosso dia alimentar, além de ser um garante de bom humor e uma vantagem para a saúde!

Cereais ou derivados integrais ou pouco refinados, leite ou iogurte e finalmente a fruta são o trio perfeito para que o dia comece da melhor forma possível. Também sabemos que o tempo é sempre curto quando se quer aproveitar para dormir mais uns minutos. Por consequência, parece também mais fácil sair de casa a correr e comer qualquer coisa já a caminho do emprego. Contudo, fazendo bem as contas, ao tempo e ao custo, talvez esta opção não seja a mais interessante.

O pequeno-almoço ideal deve garantir cerca de 20 a 25% da energia e da maioria dos nutrientes do dia alimentar de referência. A forma mais equilibrada de o conseguir é incluir três grupos de alimentos nessa refeição:

Vantagens nutritivas:

  • Cereais ou derivados integrais ou pouco refinados – 30 g de cereais de pequeno-almoço com cereais integrais ou 40/ 50 g de pão integral ou de mistura. Quando a escolha recai no pão, torna-se necessário acrescentar manteiga, queijo, fiambre ou doce. Atenção às quantidades para não tornar esta opção demasiado calórica e desequilibrada;
  • Leite ou derivados, por exemplo iogurte não açucarado – 1 copo de leite simples ou 1 iogurte não açucarado;
  • Fruta ou, pontualmente, sumo de fruta, variando em cada dia. Em casa, torna-se muito mais fácil fazer um pequeno-almoço equilibrado, quer no tipo de alimentos seleccionado quer nas quantidades ingeridas. Já fora de casa as tentações são maiores e a probabilidade de fazermos escolhas menos equilibradas aumentam.

Vantagens económicas:

Qualquer que seja a opção de pequeno-almoço em casa será inevitavelmente mais económica do que tomada fora de casa. Sem qualquer dificuldade acrescida na escolha dos alimentos é muito fácil tomar um excelente pequeno-almoço por pouco mais de 0.50€.

Isto significa que, para uma família de quatro pessoas, o pequeno-almoço em casa custa cerca de 2€, valor que não é obviamente suficiente para um único pequeno-almoço fora de casa. É só fazer as contas, e estas são fáceis de verificar!

Mesmo que estas vantagens não fossem suficientes para convencer os mais incrédulos, apresento-lhe outras razões que explicam por que tomar esta refeição em casa não têm preço!

Quer melhor pretexto para começar o dia, do que reunir a família e partilhar as primeiras horas do dia, ajudando a ganhar energias emocionais para os desafios do dia? Ou garantir que o seu filho sai de casa com a energia necessária para ter um bom aproveitamento nas aulas… Por tudo isto, tomar o pequeno-almoço em casa só tem vantagens: todos ficam a ganhar em saúde, boa disposição, capacidade de trabalho e até no orçamento familiar!

Valores calculados para as opções em casa:

250 ml leite (0.15) + 1 bolinha mistura ( 0.15) + 30 g queijo flamengo (0.10) + 1 maçã média (0.17)=0.57€

30 g Cereais de pequeno-almoço (0.30) + 125 ml leite (0.075) + 1 maçã média (0.17) = 0.55€

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]