A Carboxiterapia em Medicina Estética

2279
A carboxiterapia
A carboxiterapia

Nem sempre é preciso ir ao bloco operatório para melhorar o nosso aspecto e corrigir as imperfeições estéticas que nos preocupam.

A Medicina Estética consegue, através de simples tratamentos, a carboxiterapia, indolores e rápidos, resolver alguns dos problemas mais frequentes.

As técnicas mais avançadas, como o Botox®, os Peelings, os Implantes e a Carboxiterapia, entre outros, estão ao dispor no recém-inaugurado NuMI, praticados de forma não invasiva, para resultados seguros e duradouros.

Carboxiterapia

É uma das mais recentes técnicas Médico-Estéticas para Rejuvenescimento Facial e Tratamento da Celulite, conseguindo, através do aumento da perfusão e metabolismo nos tecidos, melhorar de forma importante o aspecto da pele.

Trata-se de um método não cirúrgico que consiste na infiltração de dióxido de carbono no tecido subcutâneo, através de agulhas muito finas, difundindo este facilmente nos tecidos adjacentes; o gás destrói as células gordas e consegue uma vasodilatação dos capilares locais, aumentando o fluxo de oxigénio e, consequentemente, refirmando os tecidos pela produção de colagénio.

O tratamento é quase indolor: pode sentir-se um pequeno aumento da temperatura na zona de aplicação, por cinco a dez minutos. Não provoca qualquer tipo de alergia ou outras complicações e o paciente pode retomar a sua actividade normal de imediato.

Rejuvenescimento Facial

Uma vez que a Carboxiterapia estimula a formação de colagénio e novas fibras elásticas, é um excelente tratamento para a flacidez facial, olheiras, manchas, cicatrizes e rugas superficiais. As sessões são espaçadas e adequadas a cada caso em particular.

Tratamento da Celulite e Estrias

Podem variar entre dez a quinze sessões e irão sempre depender da localização das zonas a tratar. Para um resultado mais duradouro, orientamos um regime dietético e a prática de exercício físico regular.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]