Como tratar os calos e calosidades dos seus pés

6672
Calos e calosidades
Calos e calosidades

Os calos e as calosidades são um problema de pele morta que, afectam muitas pessoas no nosso país. Umas por estarem muito tempo de pé e outras por usarem sapatos ou botas, demasiadamente apertados ou de fraca qualidade.

Os calos e calosidades

O desconforto provocado pelo calçado origina problemas nos pés, e os calos ou as calosidades podem ser tratados através de massagens ou de frições.

Quando sentir um certo desconforto numa determinada área do pé ou em outra parte do seu corpo, é provável que essa área se encontre com algum problema.

Se ao observar essa zona verificar pus ou um líquido no seu interior, o melhor que tem a fazer de imediato é consultar um médico, pois o mais certo é que esse calo ou calosidade esteja infectado, necessitando da intervenção de um especialista nessa vertente.

Os calos ou calosidades surgem quando uma parte de pele se encontra morta, e podem existir em várias áreas do corpo. É normal aparecerem nas palmas ou dedos das mãos, no calcanhar ou entre os dedos dos pés.

Este problema surge devido à pressão, peso e fricção exercidas sobre esta zona que acabam por dar origem aos típicos calos e calosidades.

Estas pequenas imperfeições dolorosas da pele, podem aparecer não só nos pés como também nas mãos, o que significa que as pessoas que tenham empregos manuais, exigindo muitos trabalhos nesse âmbito, podem facilmente desenvolver calosidades.

O mesmo acontece com os músicos cujos instrumentos de trabalho são a viola, violino, guitarra e violoncelo ou seja, os chamados instrumentos de corda que, com o passar do tempo vão desenvolvendo calosidades na ponta dos dedos das mãos.

A maneira como a pessoa anda e se desloca no seu dia a dia, pode influenciar a forma rápida do aparecimento de calos. Aquilo que deve fazer se a situação for insuportável, é contactar um médico especializado nessa vertente.

O médico será a pessoa indicada para perceber se aquilo que julga ser um calo o é na realidade, ou se é uma verruga. Isto porque a verruga sangra, enquanto que o calo não.

Se a dor no calo for muito intensa, então o que há a fazer é cortá-lo, recorrendo a um calista ou ao próprio médico.

Os calos apelam apenas, para uma solução muito simples: evite a fricção e a pressão sobre essa zona. Para tal não deve usar sapatos apertados, mas sim uns que lhe estejam razoavelmente no pé, com a largura e comprimentos correctos.

Não ouse andar todos os dias com os mesmos sapatos, nem com saltos altos diariamente para que o pé possa sentir um calçado diferente e confortável.

Outra solução para moderar e terminar de vez com os calos, é colocar uma palmilha especial dentro dos sapatos.

A utilização desta palmilha adequa-se, quando o problema provém da forma como se anda e da maneira como se coloca o pé e, neste caso, a melhor solução é mesmo colocar uma palmilha especial para esse efeito.

Contudo, há sempre oportunidade de recorrer a um tratamento utilizando um remédio de ervas. Adquira creme de calêndula-hortense e espalhe-o por cima do calo ou da calosidade, para que o mesmo fique mole. Depois basta esmagar um dente de alho, colocando-o sobre o calo com um adesivo amolecendo ainda mais a zona da calosidade ou calo.

Ainda que a moda possa demonstrar os seus gritos revolucionários através do uso de saltos exageradamente altos, é fundamental pensar-se primeiro na saúde da sua pele seja ela da sua face ou dos seus pés. Se está relacionado a trabalhos manuais ou à área da música e toca algum instrumento que lhe cause calosidades nas mãos, a solução é aconselhar-se com o seu médico para ver qual a melhor alternativa.

Esperamos assim, que tenha ficado elucidada e que cure essa desagradável sensação de ardor.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]