Por um prato de lentilhas

0
1573

Um dos alimentos mais conhecidos da História e talvez dos mais antigos cozinhados pelo Homem (ou mulher), têm sido as lentilhas, conotadas como alimento de pobres, embora os ricos também não a desprezassem nas suas mesas.

Já conhecida nos aglomerados pré-históricos, é datado o seu uso em 6500 a. C., e as suas origens remontam à Ásia Central, de onde se expandiu para o Egipto e Tunísia, mas a sua maior aceitação ocorreu nas zonas do Mediterrâneo.

A Bíblia refere este alimento na história onde Esáu vendeu ao irmão mais novo, Jacob, o direito de progenitura por um prato de lentilhas.

Deve o seu uso generalizado à facilidade do seu cultivo, crescendo de uma planta com 30 centímetros de altura, em Março ou Outubro, consoante as regiões. Os terrenos arenosos são os mais propícios e é colhida entre Junho e Agosto, adaptando-se bem aos climas secos e quentes, como na Europa, Ásia e Norte de África.

As variedades são de várias cores, que vão do verde ao rosa coral, passando pelo cinza. Têm uma maior proporção de ferro que a carne e são ricas em hidratos de carbono. Por esse motivo são recomendadas a pessoas que precisam de enorme apoio calórico, como desportistas, pessoas que despendem muita força física e intelectual, convalescentes e grávidas, estas últimas mais necessitadas do seu elevado teor de felacina e vitamina B, substâncias que regulam, no feto, o desenvolvimento das células nervosas.

Possui ainda fibras, vitamina C, proteínas, glúcidos, sob a forma de amidos, potássio, cálcio e magnésio.

Esta leguminosa é também recomendada a pessoas que sofrem de anemia e pode ser administrada a bebés a partir dos quatro meses, sob a forma de papa.

Uma cura com lentilhas fortifica as defesas naturais e reforça os músculos. Apenas um prato de lentilhas fornece 180 kcal, e não provoca flatulência intestinal.

Para reduzir ao máximo a cozedura das lentilhas, de forma a que não fiquem reduzidas a puré, salteie-as durante cinco minutos, mexendo sempre com uma espátula, até a pele gretar. Depois, 20 minutos de cozedura são suficientes para as levar à mesa.

No Brasil, ninguém as dispensa na ceia do revellion, porque se acredita trazer boas entradas e dinheiro, uma superstição de origem italiana.

Depois do que leu, não acha que vale a pena um prato de lentilhas?

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]