Os benefícios da prática da meditação

0
2816

Ao contrário de outras terapias, o objectivo da prática da meditação não é exatamente curar alguma coisa. Por esse motivo, alguns não consideram, a princípio, uma terapia. No entanto, meditar significa obter maior auto-controle e, daí, ter benefícios que já estão comprovados cientificamente.

Benefícios da prática da meditação

Evitar o stress, a depressão, as doenças psicossomáticas, a diabetes, a hipertensão, a insónia, a TPM, a gastrite, entre muitos outros problemas, são consequências da meditação.

Já se foi o tempo em que meditar era hábito somente dos monges budistas. Hoje em dia, a prática cresce entre os médicos ocidentais e já está sendo aplicada em hospitais, como suporte aos métodos terapêuticos convencionais.

um estudo canadense indicou que, após seis anos, os gastos de despesas com saúde entre as pessoas que praticam a meditação caíram 30%. Pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, fizeram um teste entre pacientes com câncer em estado avançado.

Os enfermos foram separados em dois grupos, ambos recebendo tratamentos convencionais. Contudo, apenas um deles praticou também a meditação. Nesse grupo, o tempo de vida dos pacientes foi de cerca de 18 meses superior à dos que não meditavam.

A meditação leva o ser humano a transcender para um estado de super consciência, conhecido há muito tempo pelos budistas.

No estado de meditação, o ser humano tem:

  • Uma diminuição de cerca de 20% do consumo de oxigénio.
  • Queda do nível de lactato no sangue; esse mesmo nível sobe nas situações de stress.
  • Libertação de endorfina, hormonas que servem de calmante natural.
  • Aumento dos níveis de serotonina, responsável pelo prazer e pela alegria.

É importante não confundir o estado meditativo com o sono, motivo pelo qual é recomendável que se medite sentado. O tempo médio recomendado é de 10 a 20 minutos, de preferência todos os dias.

A posição de lótus, com as as mãos postas em forma de concha, as pernas cruzadas e os olhos semi-fechados, não é a única possível, tratando-se apenas de uma recomendação.

No início, pode-se procurar um orientador para auxiliar na prática, que requer apenas um pouco de boa vontade para ser iniciada.

Classificação
A sua opinião
[Total: 2 Média: 5]