Rinite alérgica: quando os polens e os ácaros atacam

2538
Rinite alérgica: quando os polens e os ácaros atacam
Rinite alérgica: quando os polens e os ácaros atacam

Agora que a fase do pólen está presente com mais intensidade, devido à estação da Primavera, e associada aos ácaros existentes em qualquer altura do ano por todos os cantos do seu lar, pode começar a ter mais cuidado com a Rinite Alérgica.

Rinite alérgica

Os sintomas das alergias confundem-se, muitas vezes, com gripes ou constipados. O pólen e os ácaros, provenientes do pó, são os principais agentes que estão na origem da transmissão da rinite alérgica. É sobre esta alergia tão comum, que vamos de seguida falar…

A alergia mais comum e que afecta muitos portugueses é a chamada Rinite Alérgica. Normalmente, atinge pessoas que sofrem de hipersensibilidade no nariz, e que ao estarem em contacto com o pólen das plantas ou com os ácaros, facilmente traduzem este contacto por espirros, rinorreia, obstrução nasal, prurido conjuntival, faríngeo e nasal.

Estas reacções quando se encontram em vigor, podem provocar um rendimento reduzido no trabalho, problemas em dormir, cansaço e uma menor facilidade de assimilação de conteúdos na escola ou no trabalho. Assim, é natural que muito facilmente apanhe esta alergia, tão habitual nos portugueses.

Para além de prejudicar a pessoa fisica e psicológicamente este tipo de alergia, ainda que não sendo grave, pode causar problemas no seio familiar. As relações no lar podem sofrer algumas alterações, devido à ansiedade, à fadiga e por conseguinte ao stress instalado na pessoa, e que posteriormente será transmitido aos restantes elementos do lar.

Se a alergia for diagnosticada de imediato, poderá impedir problemas posteriores, como é o caso das otites. Assim, se a alergia se desenvolver pode originar falhas na audição, linguagem ou mesmo na aprendizagem de conteúdos. Nas crianças, esta incapacidade de aprendizagem afecta-as bastante, ainda para mais se estiverem em altura de testes ou exames.

Portanto, a Rinite Alérgica deve ser devidamente diagnosticada quanto antes, não se devendo confundir com uma mera gripe ou constipação, para que sejam tomadas as devidas precauções logo no seu início. Ainda que a doença não seja fatal, salvo raras excepções, os custos terapêuticos são um pouco elevados.

Pode começar a ter alguns cuidados em casa. Assim, fique desde já a saber que deve retirar as alcatifas da sua casa, porque estas são as principais originadoras de ácaros. O pó nas casas deve também ser devidamente limpo, evitando o aparecimento das alergias.

Tenha em consideração que o seu colchão, deve ser removido no mínimo de 5 em 5 anos e que nele se alojam milhões de ácaros. Outra coisa que deve ter em conta é o seguinte: se o seu lar é muito humido, tome precauções para que não surjam outras complicações.

Mas o problema da Rinite Alérgica, não se resume apenas aos ácaros mas também ao pólen. A Primavera é a altura mais propícia para se apanhar uma alergia por causa do pólen das flores, por isso evite abrir as janelas do carro ou de casa porque o pólen anda pelo ar.

Alimentos como o leite, morangos, carne, doces ou ovos, podem igualmente provocar reacções contrárias às esperadas. Outro factor importante e que deve ter em consideração é que, no Verão existem muitos insectos e uma simples picada pode provocar danos alérgicos. Desta forma, deve estar muito atenta aos insectos, pois de uma picada surgem complicações.

Agora que a fase do pólen está presente com mais intensidade, devido à estação da Primavera, e associada aos ácaros existentes em qualquer altura do ano por todos os cantos do seu lar, pode começar a ter mais cuidado com a Rinite Alérgica. De uma coisa vulgar e banal, como o pólen ou os ácaros, pode descobrir os dissabores de uma simples alergia. Acautele-se…

Outras informações sobre o tema alergias que certamente gostará de ler:

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]