Masturbação feminina – o assunto tabu

7565
Masturbação feminina - o assunto tabu
Masturbação feminina - o assunto tabu

A masturbação foi um tema tabu durante largos séculos. Mas, actualmente falar de masturbação feminina é ainda um assunto proibido para a sociedade mundial. Levantemos o véu da vergonha!

Raras são as mulheres que têm a coragem de afirmar que alguma vez se masturbaram. A sociedade moderna dos nossos tempos não é assim tão moderna como possa parecer, uma vez que estes tipos de episódios reais são ainda escondidos ou camuflados pelo medo do que os outros possam pensar. Os homens nem sempre aceitam bem a ideia de que a sua companheira se masturba, mas a realidade é que quanto mais amplamente a mulher conhecer o seu corpo mais prazer vai conseguir retirar da próxima vez que fizer amor.

Durante muito tempo falar de masturbação era impensável, quer fosse num país mais desenvolvido ou numa classe social mais aberta a esse tipo de conversas. Aliás, falar-se de sexo era já, por si só, um acto condenável, o que implicava que a palavra masturbação nem tão pouco constasse dos itens de discussão entre as pessoas. Ainda hoje, quando se fala em masturbação, sente-se um enorme constrangimento e vergonha, por parte das mulheres, quando se fala sobre este assunto. Deixemo-nos de histórias e confessemos de uma vez!>

As mulheres recorrem a muitos métodos para encontrarem prazer, quer sejam solteiras ou comprometidas. O método mais comum, e ao qual as mulheres mais recorrem, é utilizando uma área do seu próprio corpo: o dedo. Recorrendo a este meio, as mulheres conseguem acariciar o clitóris e são elas que ditam quando devem parar, e qual a intensidade da pressão exercida. No realidade, elas acabam, assim, por comandar o seu próprio prazer. O duche é também um método utilizado pelas mulheres. A pressão da água do chuveiro pode provocar sensações intensas e, quanto mais forte for a pressão, melhores serão os resultados extraídos desta experiência solitária, somente com a água.

A almofada é também uma forma de obter prazer. Colocando a almofada entre as pernas, e pressionando com força contra o colchão, as mulheres contam que a sensação é semelhante, embora com amplas diferenças, àquela que é provocada pelo pénis. Muitas mulheres fazem-no não só deitadas de barriga para baixo, como também de lado ou mesmo em pé. As mulheres que preferem sexo mais activo e energético, se assim lhe podemos chamar, costumam utilizar muito a táctica da almofada, enquanto que as mais passivas na hora do sexo recorrem ao chuveiro ou à utilização do dedo. Enfim, meras probabilidades que ainda não foram comprovadas!

O vibrador, muito procurado nos dias de hoje, é também uma forma da mulher obter prazer. Facilmente encontrado numa sex shop, os vibradores parecem ter vindo para ficar no universo sexual. Utilizados por mulheres que estão sozinhas, ou em típicas “brincadeiras” com o seu companheiro, os vibradores tornaram-se um ícone sexual e hoje em dia são adquiridos, não só em jeito de obter prazer, como também de brincadeira. Se quer saber mais, basta ir a uma sex shop e verificar a quantidade de vibradores que estão à venda. Não tenha vergonha, porque ninguém vai reparar em si!

Não adianta as mulheres continuarem a dizer que não se masturbam, pois a verdade é que muitas delas não o confessam por vergonha. Não tem que sentir vergonha alguma, pois trata-se de uma necessidade perfeitamente saudável do corpo humano e que vai ajudá-la a ter um melhor conhecimento sobre si mesma, e acerca das zonas que lhe dão mais prazer. No entanto, e ainda que algumas mulheres o confessem, um homem pedir a uma mulher que se masturbe à sua frente é algo mais complicado. Se demorou tanto tempo a que a confissão acontecesse, não será de um dia para o outro dia que as coisas evoluem desta forma.

Não tem que entender a masturbação como algo negativo ou que signifique um desinteresse em relação aos homens. Trata-se, sim, de uma forma isolada de descobrir o seu próprio prazer.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]