Como manter o corpo em forma após o Natal

0
1161

Durante a época do Natal e da Passagem de Ano torna-se difícil conseguirmos resistir àqueles doces e iguarias características desta época tão especial e manter o corpo em forma.

Finalmente chegou a época preferida de muitas pessoas, não fosse ter que se gastar rios de dinheiro a oferecer prendas para todos os familiares e amigos. Ainda que o que conte seja a intenção e o carinho com que se oferecem as prendas, a verdade é que esta altura trás com ela outras dores de cabeça: como conseguir não engordar nestas festas?

Manter o corpo em forma

Conseguir ser mais forte do que duas ou três iguarias já é difícil, mas resistir a todas elas é tarefa quase impossível Permita-se, por isso, cometer um outro pecado capital nesta fase, embora não deva abusar, nem tão pouco fazer do intervalo das suas refeições um aglomerado de açúcar e de doces. É que, e parecendo que não, um doce hoje, outro amanhã, e outro ainda no dia a seguir, vai sempre marcar a sua presença na balança, isto caso tenha uma vida sedentária e nada faça para trabalhar o seu físico.

O Natal e no Ano Novo são as alturas em que as pessoas mais erros cometem ao nível da alimentação. Talvez seja por isso, e pela ampla dose de calorias que se ingerem, que posteriormente a estas datas os ingressos nos ginásios têm tendência a aumentar, sendo que o número de interessados vai sempre subindo até ao Verão.

Selecione os seus alimentos

Assim, e para que não passe esta quadra sempre a pensar nos quilos, o melhor mesmo será fazer uma seleção daquilo que vai comer: se abusar muito de um doce, não coma do outro, e no dia seguinte opte por eliminar aquele do qual abusou no dia anterior. Melhor ainda: cometa apenas raros excessos na noite de Natal e na noite de passagem de Ano.

Não acha que assim é mais simples equilibrar a balança? Se ainda antes desta quadra você já vem desenvolvendo uma determinada actividade física, então será mais simples não engordar tanto e eliminar o peso que possa ter ganho nesta altura. Lá porque é Natal não significa que tenha que tirar férias do ginásio, antes pelo contrário. Por isso, “dê no duro” neste período para que o desgosto não seja tão evidente depois.

Controle o seu apetite

Esqueça-se da comida por alguns instantes e abstraia-se das tentações que vê nas vitrines das pastelarias: melhor ainda, vire o rosto para o outro lado! Ah! De preferência, não respire pelo nariz nesses momentos! Na noite de Natal não se empanturre de comida até de madrugada! Porque não fazer um lanche mais “avantajado” ao final do dia?

Faça um lanche prévio, mas saudável

Atenção que ao falarmos de “avantajado”, estamos a referirmo-nos a coisas que não fazem mal à saúde, como iogurtes, bolachas integrais, ou fruta. Com o estômago cheio a esta hora, quando chegar o momento de jantar você não terá tanta fome. Claro que esta táctica também tem um inconveniente: com o passar do tempo e quando for a altura dos doces é que você estará com fome, o que significa que vai comer a duplicar do que era previsto.

O ideal é fazer o tal lanche “avantajado”, comer moderadamente ao jantar, e provar um ou dois doces. Se o estômago tiver sido alimentado com pequenas doses, você não cairá tão facilmente em tentação.

Não vá na conversa dos outros! Lá porque a sua prima digere “montanhas” de doces, você não precisa de fazer o mesmo. Cada um sabe de si, e mesmo que ela a critique o importante é seguir a conduta que achar pertinente. Talvez você até seja magra e uns doces podem dar-lhe algumas formas.

Pense nas consequências

Acima de tudo, sinta-se bem consigo própria! Já imaginou se aquela roupa sensual que comprou, naquela loja magnífica tão em voga, salientar algumas gorduras a mais fruto dos excessos da sua consoada? Não abuse também do álcool! Além de ser possível acordar no dia seguinte com uma grande dor de cabeça, o álcool pode ser o responsável por essas gorduras que se alojam na sua barriga e que teimam em não sair.

Faça exercício fisico

A solução é mesmo atacar os abdominais! Se quiser manter a linha, faça um esforço e fuja das tentações, senão coma sem muitas restrições, embora com alguns cuidados! O velho lema do “fruto proibido é o mais apetecido” parece ser aqui perfeitamente aplicável!

Resta a si decidir se trinca ou não a maçã, neste caso o doce!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]