4 terapias naturais para ajudar a combater as insónias

0
1504

Agenda do Sono, Fototerapia, Controlo da Respiração e Cronoterapia são algumas opções destinadas a ajudar as pessoas que sofrem de insónias e sobretudo uma alternativa ao uso de soníferos para combater as insónias.

Um mínimo de 8 horas diárias de sono é o aconselhado pelos médicos. Dormir uma noite tranquila é como recarregar as baterias para o dia seguinte. Contudo, não se pode esquecer, as pessoas que sofrem de insónias.

Como combater as insónias

É frequente as pessoas recorrerem aos soníferos quando não têm sono. Os soníferos, para além de prejudicar a saúde e causarem habituação, não resolvem a causa da insónia. Apresentamos por isso, algumas alternativas aos soníferos, substituindo-os com terapias naturais.

Agenda do Sono:

Trata-se de uma terapia cognitiva e comportamental que ajuda a controlar o ritmo natural do sono. Destina-se a pessoas que sofrem de insónias, sem causa aparente, motivada por exemplo, por acontecimentos especiais, como recentes hospitalizações, nascimento do bebé, problemas de ordem familiar ou profissionais.

Ou seja, pessoas que têm dificuldade em adormecer ou que acordam frequentemente de noite.

A terapia do sono tem uma duração de 8 a 12 meses e pretende criar novos hábitos e disciplina para o organismo.

Esta terapia é constituída por 5 conselhos base que são:

  1. deitar-se só quando tiver sono;
  2. levantar-se assim que acordar pela primeira vez, pela manhã, assim terá sono mais cedo à noite;
  3. se possível, levantar-se de manhã sempre à mesma hora;
  4. evitar fazer a sesta;
  5. se não conseguir dormir, levante-se e leia um livro numa sala pouco iluminada e muito silenciosa.

Fototerapia:

A fototerapia é um tratamento pela luz, com uma duração de 10 dias, de combate às insónias. É geralmente indicado para pessoas que se levantam tarde e se sentem muito cansadas ao longo do dia.

Consiste na exposição diária, de cerca de uma hora, a uma luz forte (mais de 1 500 lux), branca, sem infravermelhos ou ultravioletas. Deve, no entanto, falar com seu médico para que este, a aconselhe no tempo de exposição adequado ao seu caso específico, evitando assim, danos na retina.

Controlo da Respiração:

Pelo controlo da respiração irá conseguir relaxar, através do método da recordação de acontecimentos agradáveis ou da imaginação. Esta terapia tem 10 a 15 sessões e requer 10 a 15 minutos de treino diário.

Destinado àqueles que se deitam a pensar em “1 000 coisas”, procura-se “estabelecer o vazio” pela acalmia muscular e pelo controlo do pensamento.

Cronoterapia:

Uma terapia com 20 anos que consiste em atrasar, por etapas, os horários de dormir e acordar. Especialmente acompanhado pelo médico, consiste em reformular o horário dos noctívagos.

Assim, uma pessoa que tenha por hábito deitar-se às 3 horas da madrugada, é aconselhada a deitar-se às 6 e levantar-se às 14, depois deitar-se às 9 e acordar às 17…

Uma semana mais tarde, este paciente fica com o horário de deitar-se às 23 e levantar-se às 7 horas da manhã, chegando finalmente ao horário pretendido.

Este último horário, terá que permanecer rígido e inalterável durante, no mínimo, um mês.

Estas, são algumas alternativas destinadas a ajudar as pessoas que sofrem de insónias. Pretende-se com qualquer um destes métodos, ajudá-lo a ter uma Boa Noite de Sono.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]