Um Olhar às Lentes de Contacto

1929

As primeiras lentes de contacto utilizadas foram as fabricadas com Polimetilmetacrilato.

O fenómeno das Lentes de Contacto não mais parou e, hoje, há quem nunca prescinda delas.

Coloridas, com fantasias, bicolores ou meramente normais, as Lentes de Contacto entraram no nosso universo óptico para dele não mais sair. As primeiras lentes utilizáveis com sucesso foram as fabricadas com Polimetilmetacrilato, que eram lentes duras, o que fez com que muitas pessoas não se adaptassem tão bem a elas devido ao desconforto provocado.

As pessoas com uma vista frágil viram a sua condição melhorada, a partir do momento em que surgem no mercado as lentes hidrófilas, muito mais moles, e que possuem uma grande quantidade de água. Mas, acabam também por ter uma pequena desvantagem: devem ser removidas por outras ao fim de dois anos de estarem a ser utilizadas.

Moda ou não, a verdade é que muitas pessoas colocaram de parte os seus óculos característicos para dar a vez às lentes de contacto. Muito mais higiénicas, as Lentes de Contacto possibilitam ainda uma visão mais nítida, embora seja obrigatório um cuidado extremo em relação a elas. O facto é que a população portuguesa parece estar satisfeita com as evoluções nesta área, ainda que não cumpram na perfeição todos os items de utilização, segundo estudos efectuados através de sondagens.

As lentes descartáveis têm estado a revolucionar a vida das pessoas com falta de vista e, mesmo aqueles que têm uma vista saudável, recorrem a lentes coloridas ou com fantasias apenas com o objectivo de dar um outro visual a si mesmo. Há ainda aquelas pessoas que, não estando satisfeitas com a cor dos seus olhos, optam por comprar lentes de contacto para poderem ter o olhar que sempre desejaram. É tudo uma questão de opções, mas na maioria dos casos de necessidade.

Contudo, há que ter cuidado com as lentes descartáveis. Necessitam ser retiradas passado um determinado período de tempo, e este varia entre os 7, 15 ou 30 dias, embora haja ainda as lentes que obrigam a uma substituição diária. Mas, no mercado, encontramos também lentes que devem ser removidas passado três meses, enquanto que outras chegam mesmo a atingir os seis meses. Ainda que este período de utilização seja para ser cumprido, a verdade é que a maioria dos portugueses não o faz: uns por esquecimento, outros por julgarem não haver problema, caso excedam um pouco mais o prazo.

No mercado óptico existe uma grande variedade de marcas de Lentes de Contacto, prontas a satisfazer as suas necessidades. Não se esqueça que ao começar a usar Lentes de Contacto deve deslocar-se ao seu oftalmologista duas vezes por ano, para garantir que a adaptação está a ser positiva e que não surgiram outros problemas. Isto porque, as Lentes de Contacto podem desenvolver nos olhos conjuntivites ou queratites, caso a higiene não seja realizada correctamente.

Os cuidados com as Lentes do Contacto são simples e nada têm de mais: nunca dormir com as lentes, não as usar mais que dez horas por dia, lave bem as mãos antes de as colocar ou retirar, devem ser desinfectadas sempre que entrarem em contacto com a sujidade ou poeira, evite ter as unhas compridas para que não as venha a rasgar e antes de colocar a lente confira qual é o lado correcto.

Deve ter particular atenção com o seguinte: se gosta de se maquilhar, nunca coloque a maquilhagem antes de colocar a lente e, quando for retirá-la, deve tirar primeiro as Lentes de Contacto. Tenha sempre em atenção se a sua visão se mantém normal com a lente de contacto ou se está a ver as coisas desfocadas, da mesma maneira que convém sentir-se confortável com elas. Se sentir o mínimo desconforto é porque não estão bem colocadas.

 

Os olhos com um aspecto avermelhado e os vasos de sangue muito visíveis são também um indicador de que algo não está a correr a 100%. Quer tenha falta de vista, miopia, astigmatismo ou qualquer outro problema, à partida, pode usar lentes de contacto. Contudo, realize todas as recomendações que aqui lhe deixamos e verá que não vai ter problemas de maior com essa sua nova visão.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]