Sinais de risco no seu corpo, conheça os sinais de alerta

3984
Sinais no corpo
Sinais no corpo

Os sinais que temos no corpo podem ser um sinónimo de que a nossa pele necessita de cuidados acrescidos. Logo deve ter cuidados redobrados com os sinais no corpo para evitar futuras mazelas.

Sinais no corpo

Existem pessoas que possuem uma infinidade de sinais no corpo. A maioria deles permanecem uma vida inteira com o mesmo contorno, tamanho, relevo e cor, mas muitos deles começam a evidenciar pequenas diferenças às quais deve estar atenta. Em alguns casos é de salientar a diferença do seu tamanho, a mudança de cor, ou mesmo o nascimento de novos sinais no seu corpo já na idade adulta.

A maioria dos sinais são manchas de células pigmentadas que aparecem na sua pele. Quando nascemos a pele apresenta um determinado número de sinais que tem tendência a aumentar com o crescimento, verificando-se um aumento durante a adolescência.

É difícil referir a quantidade de sinais que uma pessoa adulta apresenta, mas a média é de 25 sinais no corpo todo. Factores hereditários, a gravidez, ou outros motivos, como é o caso da exposição ao sol, podem ser determinantes para ter um número superior à média.

Alteração da cor dos sinais

A alteração de um determinado sinal do seu corpo obriga a ida ao dermatologista. A irregularidade da forma, volume, relevo, ou cor, não significa necessariamente que estejamos perante um sinal de raiz maligna, mas as hipóteses para que isso se venha a verificar são maiores do que as que correspondem a um sinal estável, que ao longo do tempo não apresentou qualquer alteração.

Com a época de calor que se instala todos os cuidados são poucos, principalmente para as pessoas cuja pele apresenta um número considerável de sinais.

A exposição ao sol

Os efeitos nefastos que o sol pode trazer para a pele evidenciam-se, particularmente, em pessoas que apresentam múltiplos sinais, com pele e olhos claros, cuja tendência passa pela formação de sardas.

Pessoas de risco

O cabelo louro ou ruivo, bronzeado difícil, as queimaduras fáceis, as exposições ao sol em horas não indicadas, e com um período de duração longo e intenso, podem piorar ainda mais a saúde da sua pele. Por isso, recomendamos-lhe que faça um auto exame a si mesma, ainda antes de começar a ir para a praia, para que depois comece a analisar os sinais da pele e verificar se houve ou não alguma alteração.

Analisar com precisão todas as zonas do seu corpo é extremamente importante. Observe cuidadosamente a parte da frente do corpo, as costas, nádegas, a área genital, a zona debaixo dos braços, as palmas e costas das mãos, bem como as mãos no geral, pernas pés, incluindo a zona entre os dedos e a planta.

O rosto também deve ser observado com rigor, assim como o couro cabeludo e pescoço. A mínima diferença que venha a notar em algum sinal destas áreas pode ser um indício de que poderá estar a passar-se algo de errado. No entanto, essa dúvida só o dermatologista lhe pode responder!

As queimaduras solares são o inimigo número um da pele. Por isso, recuse a exposição ao sol entre as 11 e as 16 horas, faça exposições ao sol curtas e depois vá prolongando esse período, coloque protector de duas em duas horas, e sempre que sair do banho. Atenção que o protector deve ser o indicado para a sua pele, pois quanto mais clara for mais alto terá que ser o factor de protecção.

As crianças devem estar sempre bem protegidas, utilizando protector, t-shirt, chapéu de aba, ou até mesmo óculos escuros, devendo permanecer na praia por um período não muito longo e nas horas em que o sol está mais fraco. Atenção que crianças com menos de três anos não devem ser expostas ao sol!

O exame à sua pele deve ser efectuado sempre, com a máxima regularidade, para que à mínima alteração possa de imediato deslocar-se ao dermatologista. Isso não implica que esteja diante de um problema grave ou maligno, mas todo o cuidado é pouco nestas alturas de calor! Se quer passar um Verão agradável e sem sobressaltos, não se descuide nunca com os cuidados à sua pele! Ela precisa respirar saúde em qualquer altura do ano.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]