10 etapas para melhorar as relações

2837
10 etapas para melhorar as relações
10 etapas para melhorar as relações

O modo de funcionamento do seu mundo depende exclusivamente de si e da forma como encara as relações com os outros. Descubra em 10 passos como melhorar as relações consigo própria e com os outros.

1Viva cada dia em pleno

Para melhorar as relações consigo própria, concentre-se, na medida do possível, no presente. No final de cada dia perdoe-se a si próprio e aos outros, agradeça à vida por mais uma oportunidade de aprender e amar. Evite viver no passado ou basear a sua felicidade na conquista de objectivos futuros.

2Assuma a responsabilidade pelos seus pensamentos e sentimentos

Utilize frases começadas por: “Eu penso/sinto…”, em vez de outras iniciadas por “Você é/Tu és…”. Preste atenção aos seus sentimentos – quer sejam positivos ou negativos -, pois estes transmitem-lhe valiosas informações a seu respeito.

3Ouça o seu corpo

Perdemos frequentemente contacto com os nossos sentimentos ou emoções, mas o corpo não mente. Está irritado, cheio de stress, prestes a adoecer? Escute o seu corpo no decurso de interacções com outras pessoas e obterá frequentemente uma leitura exacta do que se está a passar consigo.

4Seja fiel a si própria

Seja bondosa (benévola, dócil, cordial, generosa) e piedosa, mas não finja sentimentos que não possui. A franqueza é a base da intimidade – consigo ou com outrem. Análise as suas atitudes falsas.

5Cometa os seus próprios erros e confira aos outros o mesmo direito

Evite desempenhar o papel de pai-conselheiro ou tentar resolver problemas alheios. Seja uma caixa de ressonância de outrem, e vice-versa, mas deixe que essa outra pessoa resolva os seus próprios problemas. É para isso que você existe, e essa é a única forma de você crescer ( desenvolver-se interiormente). Na sua natureza pode trabalhar à vontade.

6Estabeleça “tempo de comunicação” e desenvolva algumas regras básicas para discutir problemas ou dificuldades

É fácil fazê-lo em relação ás coisas com que concorda, são as outras que a pôem maluca. Para resolver de modo eficaz os problemas, cada pessoa deve aprender a adoptar uma abordagem perentoria, sugerindo uma solução justa e viável. Mais importante ainda é cada pessoa necessitar de escutar o outro. ” Nunca ouves…não me compreendes…” são algumas queixas feitas com excessiva frequência.

7Amar alguém não significa que se venha a gostar de viver com essa pessoa

Você pode amar incondicionalmente, mas não conseguirá viver ou trabalhar neste mundo sem estabelecer algumas regras básicas e limites essênciais. Muito sofrimento desnecessário resulta de ambos suporem que conhecem essas regras. Discuta abertamente as suas crenças de vida, trabalho ou prazer.

8Exercite-se a ver o seu parceiro (amigo, colega, patrão, etc) como uma pessoa verdadeiramente fortalecida, livre de tomar as suas decisões

Treine-se contudo, a admitir que cada um de nós existe porque “Deus ainda não fez tudo o que queria connosco”. Cada pessoa tem qualidades (forças) e fraquezas. Retire os outros dos pedestais em que os colocou. Reconheça que toda a gente possui muitos aspectos diferentes.

Recorde-se de que esperar que os outros satisfaçam constantemente as suas necessidades emocionais, mentais e físicas só pode provocar uma frustação contínua. Exercite-se a criar, a partir de dentro, uma sensação de preenchimento e totalidade.

9Possuo dentro do meu coração todo o amor de que necessito

Treine-se a ir ao encontro dos sentimentos de confiança e não com impressões de carência ou insegurança.

10Cultive diariamente os seus próprios recursos espirituais

Desenvolva a sua intuição, a sua percepção superior e mantenha elevado o seu nível de energia. O modo de funcionamento do seu mundo depende exclusivamente de si.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]