Saiba como fugir dos problemas da mente

1501
Fugir dos problemas da mente
Fugir dos problemas da mente

Como fugir dos problemas da mente. O stress, depressão, a ideia de que se está gorda, ou mesma a ansiedade, são problemas que se criam, inicialmente, na nossa mente e que depois actuam no lado prático da vida.

A nossa mente é, de facto, muito poderosa: uma verdadeira máquina de ideias e pensamentos. Na mente feminina formam-se graves realidades que, mais tarde, se traduzem em problemas, fruto da insegurança, medo e falta de confiança em si mesma.

Como fugir dos problemas da mente

Não que as mulheres sejam no geral mais fracas ou influenciáveis, mas a verdade é que a forma de encarar as situações é bem diferente da masculina, levando-as a criarem verdadeiros pesadelos mentais.

Compreender uma mulher não é simples, afirmam os homens. Nunca se sabe muito bem o que elas querem, a coisa mais verdadeira pode ser interpretada como falsa, e a pior das realidades pode ser vista como uma banalidade. A mulher é um ser controverso, por vezes estranho, mas acima de tudo belo e sensível!

O problema é que os homens esquecem-se que tudo tem um motivo, e que as atitudes das mulheres não são ao acaso. Fiquem os homens a saber que é nos pormenores ou detalhes que, em muitas situações, as mulheres descobrem a verdade ou, pelo menos, a sua interpretação das coisas. E, é desses detalhes, que pode surgir a estranheza de uma situação para eles!

Deste misto de dúvidas e perguntas, de raciocínio silencioso, em que a alma guarda os sentimentos e emoções para si mesma, a mulher vai armazenando em si mesma alguns problemas de foro psicológico.

Sentir-se gorda é um deles! A maioria das mulheres vítimas de bulimia ou anorexia conserva um peso normal, por vezes até abaixo dos limites, mas a mente feminina regista um corpo demasiadamente gordo e feio.

Provocando vómitos, bulimia, ou recorrendo a mil e uma estratégias para baixar o peso que a balança marca, anorexia, a mulher vive atormentada com um padrão de beleza que a sua mente criou e que os seus olhos adoptaram como correcto.

As principais vítimas destes problemas relacionados com o peso são as adolescentes, o que não significa que mulheres com outra idade não venham também a sofrer do mesmo mal. Nestes casos os distúrbios psíquicos são mais que muitos, e é necessário uma ajuda eficaz para revolucionar a situação.

A ideia de que magreza é beleza está impregnada na mente de muitas mulheres, e são raras aquelas que vivem em perfeita harmonia com seu corpo, sem qualquer inibição ou desagrado.

Um problema muito grave pode originar aquilo a que se deu o nome de depressão. Trata-se de um estado de melancolia muito profundo que não tem um limite certo, isto é, pode durar tanto semanas, como anos. A pessoa isola-se, e limita-se somente a viver em ‘guerra’ com a sua mente, que a toda a hora lhe trás à memória o problema que a levou até àquele estado.

A solução pode ser encontrada através de anti depressivos ou de uma terapia eficiente, mas a verdade é que a ajuda do próprio paciente é muito importante.

Sair do estado de apatia, encontrar uma visão positiva para a vida, ignorar a vontade do suicídio, concentrar-se mais, estar alegre, e voltar à sua vida normal, são as metas, de um âmbito geral, que a pessoa com depressão deve alcançar.

A depressão pós parto, da qual são vítimas algumas mulheres, é também uma forma de problema com origem na mente. Gera-se um sentimento de culpa, a ideia de que não se consegue cuidar do bebé, e o choro constante, são os momentos pelos quais algumas mulheres passam depois do parto.

Habitualmente, algum tempo depois, este estado passa, mas se durar mais que 15 dias é melhor procurar um médico. O stress é também outra das doenças da mente, esta afectando homens e mulheres, que se instalou nas sociedades modernas.

A falta de tempo, a ideia de que não consegue fazer tudo, e um excesso de adrenalina a manifestar-se, pode trazer-lhe problemas futuros. Motivados por diversos factores, desde trabalho, vícios, ou problemas pessoais, o stress pode ser combatido através de medicação, massagens, medicina não convencionais, ou através de uma terapia especializada.

Da nossa mente surge também o pânico, a ansiedade ou o medo, a partir da formação de ideias, realidades, ou conceitos, que nos levam a entrar num estado de tensão.

Estas crises surgem de pessoas que se encontram stressadas, e que acabam por deitar cá para fora, a partir dos mais diversos métodos, as emoções que o stress lhes provoca.

A ansiedade perante situações banais, ou momentos de pânico inexplicável, podem ser sinais de que algo não corre a 100% consigo. Pedir ajuda a um especialista é a melhor opção por forma a que a situação não evolua ainda mais.

A mente pode ser-nos muito útil, mas é também uma máquina perigosa de criar emoções e realidades. As funções da mente são asseguradas em qualquer um destes casos, mas trazem a disformidade e um exagero no seu método de actuação.

Da mesma forma que você controla inúmeros factores na sua vida, convém ter a noção de que é necessário controlar a mente e as suas formas de pensamento e actuação!

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]