Funcho

    4367
    Funcho
    Funcho

    O funcho (Foeniculum vulgare Miller) é largamente utilizado em remédios caseiros, culinária e como aromatizante. Possui um sabor doce, sendo um tempero muito utilizado na cozinha italiana.

    São utilizáveis basicamente todas as suas partes, desde os caules às sementes (conhecidas como erva-doce), podendo ser utilizado como especiaria, erva aromática ou legume. Tem um aroma que faz lembrar o licor de anis, sendo por isto muitas vezes confundido com o próprio anis no mercado.

    Especiaria Funcho (erva-doce)

    As delicadas sementes de gosto adocicado, são usadas em pratos com molho de caril, e são boas em pratos de legumes e feijão seco guisados e em certos bolos.

    Os caules e as folhas desta erva aromática têm um delicado sabor adocicado. As folhas plumosas do funcho são uma boa guarnição para legumes e pratos de peixe. Os caules secos são muito eficazes como base para colocar o peixe enquanto está a ser grelhado.

    A aplicação medicinal: Digestivo. Gastrites, úlceras, cólicas intestinais. Alivia cólicas intestinais nas crianças.

    Costuma ser utilizado para preparações de chá para combater problemas gastrointestinais, diminuindo dores e gases, e prevenindo espasmos e cólicas em todo o organismo.

    Um pouco da história do Funcho

    A sua utilização remonta aos tempos da Grécia antiga e para a mitologia grega. A história relata que foi João Gonçalves Zarco quem decidiu designar a capital do arquipélago da Madeira de Funchal, após ter desembarcado num vale com um imenso arvoredo e cheio de funcho até ao mar. Na Madeira são muito típicos os rebuçados de funcho, feitos artesanalmente, para acalmar a tosse.

    Composição Nutricional

    Este legume contém fibras, diversos minerais, tais como cálcio, ferro, fósforo e potássio, e vitaminas A e C que lhe conferem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

    Como comprar

    Deve escolher os funchos mais pesados, redondos, brancos e sem manchas, com folhas que se partam com facilidade sem dobrar.

    Como conservar

    • No frigorífico, bem embalado, durante cerca de 1 semana
    • No congelador durante cerca de 6 meses.

    Related Entries

    Classificação
    A sua opinião
    [Total: 2 Média: 5]