O guia para os homens: da conquista até ao sexo

3600
Guia para os homens: da conquista até ao sexo
Guia para os homens: da conquista até ao sexo

Conquistar uma mulher pode ser fácil ou difícil. Depende da mulher e do homem. A conquista implica jogo de palavras e sedução.

Da conquista até ao sexo

Há homens mais inteligentes e aptos para esta tarefa, mas outros, são tocados pela timidez e, nunca atingem o seu objectivo. Se é este o seu caso, devore as palavras seguintes pois, elas são a sua salvação.

.Os procedimentos de iniciação da conquista, são implacavelmente importantes. É o seu primeiro contacto que fica registado na mulher, que pretende seduzir. Se o não fizer de forma correcta ao início, esqueça definitivamente esse seu foco.

Comece por jogar com o olhar. Adopte uma postura educada e, não desvie os olhos para sítios menos próprios. Apresente-se delicadamente e, não utilize logo as mãos. (Presumo que me tenha feito entender). Converse com a sua suposta conquista e, descubra o que podem vir a explorar em comum. Ofereça uma boleia, não no seu Fiat 127, mas num Rolls-Royce e, de preferência com um motorista.

Na maioria das vezes, esta abordagem quase nunca falha. Mas, se isso acontecer á pessoa em causa, ficará sempre com boa impressão de si. Quem sabe o que o dia seguinte lhe reserva? Porém, quando estabelecer o primeiro contacto com a sua eleita, tenha cuidado com as quase perfeitas imitações que, por aí vagueiam. (Compreendeu, certo?)

A verdadeira mulher, à partida, tem uma pele macia (nem que seja pelas camadas de base que revestem a sua pele), uma voz aguda, um pescoço linear, sem a chamada maçã de Adão que, caracteriza um pescoço masculino. Acredite que as imitações andam aí e, não perdoam…

As tentativas de aproximação devem ser delicadas e, não usar logo de estratégias apressadas, com as quais, a única coisa que conseguirá é uma resposta arrogante, ou um banho de cerveja que, cheira sempre bem. Abusar da aproximação alcançada com propostas indiscretas e, mãos selvagens que deambulam sem qualquer controlo, é assinalar a sua sentença de morte, logo de início.

Ao conversar com a outra pessoa, saiba ouvi-la. Até porque, a conversa da sua hipotética conquista, está repleta de palavras que demonstram se haverá ou não possibilidades, para um contacto menos formal. Aprenda a decifrar as palavras. Ao mínimo descuido da sua parte, o joelho feminino pode entrar em acção de forma bastante violenta e dolorosa para si, que é homem. (Julgo que, também me fiz entender, não?)

Longe vai o tempo, em que só o homem usava calças lá em casa. Se é um dos homens que, tem por frases preferidas: Quero o meu jantar na mesa já!; Cala-te mulher!; Volta para a cozinha!; Aconselhamo-lo, a fazer uma visita ao mundo real…

Nunca resuma a sua conquista, a uma simples mulher doméstica. Deixe-a descansar, gozar o sol, a praia, divertir-se. O que a mulher mais repugna, é julgá-la um monumento de cozinha ou de fascina diária.

A sua conquista pode demonstrar-se, deprimida ou irritada, portanto não ouse dizer-lhe que, aquele mau humor é um sintoma da tensão pré-menstrual. O olhar da mulher fulminará totalmente, esta afirmação e ditará o fim, daquilo que você imaginou.

No momento de conversa e de conhecimento, um sinal negativo e, indício de que o cenário avizinha-se negro, é a sua suposta companheira estar sempre a soprar. Cuidado com este gesto respiratório. Dê logo a volta, à conversa e situação.

Como pode verificar, a facilidade da conquista, não é sempre linear. Mas, pelo sim pelo não, se as coisas correrem bem e, posteriormente derem para o torto, tenha sempre à mão as devidas bóias de salvação: chocolates, flores ou um fim de semana romântico.

Já a conquistou totalmente? Óptimo, porque as instruções para o sexo vêm, só mais tarde… Fique atento à Mulher Portuguesa e, descubra-as!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]