Coma bem e perca peso

0
1315

A grande maioria já perdeu peso anteriormente, mas, para mal dos seus pecados, voltou a recuperar o peso perdido e, às vezes, até mais.

Muitas são as pessoas que procuram perderem os quilos a mais que as incomodam. A grande maioria já perdeu peso anteriormente, mas, para mal dos seus pecados, voltou a recuperar o peso perdido e, às vezes, até mais. Por isso, chegam desiludidas e até pouco crentes que o mesmo não irá acontecer.

Devido ao tipo de dieta que fizeram, perderam não só gordura como, também, massa muscular. Perder peso desregradamente leva a que, quando se ponha de lado as medidas drásticas, se recupere novamente os quilos a mais, só que, desta vez, apenas na forma de gordura. Quem vive esta experiência fica, normalmente com uma figura pior, mais balofa e mais volumosa, que antes da dieta, ou seja, perdeu-se a linha por mais “avantajada” que fosse. Normalmente isto acontece depois de se ter feito uma dieta mal equilibrada e de baixas calorias, ou seja, pobre em qualidade e em quantidade, pois a pessoa não comeu o suficiente. Estas dietas são, frequentemente, acompanhadas por medicamentos para tirar a fome, ou para reduzir a ansiedade, reacções típicas de que uma pessoa não está bem alimentada.

As transformações operadas no organismo, pelos medicamentos são, apenas, temporárias.Dependem do facto da pessoa os tomar, e, por isso, só duram enquanto forem, efectivamente, consumidos. Mas, como acontece com muitos outros medicamentos, estes não podem ser tomados indefinidamente. Ou seja, não se verificou uma alteração efectiva no modo de funcionamento do organismo, e este não passou a utilizar os alimentos com mais eficácia.

A pessoa não alterou, realmente, os seus hábitos alimentares. Não adquiriu novos hábitos que lhe permita, mais facilmente, manter o seu peso. Não aprendeu a se alimentar de forma a saber manter e controlar o seu novo peso. Assim, quando deixou de tomar os comprimidos e parou a dieta, voltou a cair nos hábitos alimentares antigos. Estes foram aqueles que a levou, no passado, a aumentar de peso, o que volta a suceder.

Muitos são também aquelas que, tendo perdido peso anteriormente têm, actualmente, grande dificuldade em fazê-lo. Perante este panorama é pois normal que muitas das pessoas tenham dificuldade em compreender, e em aceitar, que lhes será possível perder peso sem terem fome, comendo de forma agradável e sem necessitar de ingerir medicamentos. A tudo isto, junta-se ainda a boa notícia de que têm uma grande probabilidade de não voltar a recuperar o peso que perderem.

Ao longo de uma dieta cada pessoa deve ter uma alimentação muito variada e é ela que escolhe, diariamente, aquilo que lhe apetece comer. Por incrível que possa parecer, há pessoas que comem mais durante a dieta do que antes.

Para os ajudar a ter uma alimentação saborosa, é sempre útil um conjunto de receitas, práticas e rápidas, pois na realidade, a maioria das pessoas, hoje em dia, não tem muito tempo para cozinhar. Estas incluem pratos como frango de fricassé, almôndegas, coelho estufado, bifes com cogumelos e até sobremesas. E não se pense que só grelhados e cozidos são autorizados, pois isso é monótono, e francamente, desnecessário. Acima de tudo, ninguém é obrigado a comer aquilo de que não gosta.

Um dos problemas que as pessoas admitem ter, com grande frequência durante a primeira entrevista, é falta de força de vontade para fazerem dieta.

Muitos são os relatos de falhas no cumprimento de uma dieta. Uns só a levam por diante alguns dias, outros durante uma semana. Algumas pessoas explicam que o fazem enquanto vêm resultados, mas, quando estes são lentos ou nulos, desistem. Tudo isto é normal. Se fosse assim tão fácil perder peso, ninguém teria peso a mais.

Um contributo importante para qualquer pessoa que entre num regime especial é a avaliação do seu progresso. Fica-se mais motivado quando se sabe que uma dieta nos faz perder peso. Além disso pesar e medir regularmente ajuda bastante, pois, assim, podemos fazer, rapidamente, as alterações necessárias, para que a perda de peso se mantenha a um bom ritmo.

Se a pessoa já aprendeu a alimentar-se para perder peso, agora terá que aprender a alimentar-se de forma a saber manter o seu novo peso. Assim, os alimentos “proibidos” durante o emagrecimento, ou sobre os quais se impunha algum cuidado, voltam a ser introduzidos na sua alimentação.

Por muito variada e agradável que seja a dieta, não se deve seguir uma mesma dieta para o resto da vida. A introdução dos alimentos é feita de uma forma especial, e de acordo com o organismo de cada um. Assim a pessoa não aumenta de peso. Se é possível perder peso sem ter fome e sentindo-se bem, também é possível manter o novo peso, mesmo com as solicitações que lhe irão surgir. Ou seja, o bem estar duradoiro está ao alcance de quem o desejar.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]