Serpente de luz, a poderosa fonte de energia kundalini

5301
Serpente de luz, a poderosa fonte de energia kundalini
Serpente de luz, a poderosa fonte de energia kundalini

A Serpente de luz sempre foi um símbolo misterioso. Associada à Kundalini, concentração de energias segundo o Hinduísmo, a Serpente desperta ainda o seu fascínio entre nós…

A Kundalini é uma força muito especial que está no nosso corpo, tal como outro orgão qualquer.

Na verdade, dá-se o nome de serpente de Kundalini a este tipo de energia acumulada e adormecida, porque esta se concentra na parte inferior da coluna e solta-se, mais tarde, como uma serpente.

Armazenada há muito, a energia sobe pela coluna acima quando a serpente Kundalini ‘acorda’ para a vida, desenrolando-se para a parte superior do corpo. Quando surge esta desconcentração de energia está aberto o caminho para a libertação das energias, favorecendo a participação e a vivência do ser humano.

A Serpente é um símbolo que não está somente ligado a esta crença Indiana. Se analisarmos com precisão, e sem necessitarmos fazer um esforço intenso, poderemos verificar que o símbolo da Serpente está presente em quase toda a história bíblica. Ligada ao veneno, mortes, pecados ou males indecifráveis, a serpente sempre foi um mistério que há muito perturba as pessoas.

Repare-se que no próprio pecado de Adão e Eva a Serpente está a protagonizar o pecado, a essência desencaminhadora para que se consumasse a tentação. Inscrita em manuscritos antigos, crenças macabras, histórias fantasmagóricas, a Serpente sempre arrastou com ela uma simbologia nefasta, nada proveitosa para o ser humano e que traduzia um presságio de um futuro negro e pouco harmonioso. Raros foram os casos nos quais a serpente era encarada como algo benéfico e, quando se assumia com esta vertente, continha sempre também um lado negativo.

Na realidade, só na cultura Indiana encontramos a Serpente como um caminho para se alcançar um melhor estado humano. Todas as outras culturas, Europeias e Asiáticas, vêm na Serpente uma origem e um fim negativo, mas só na Indiana o símbolo da Serpente funciona como uma ponte para o ressurgir e acordar da energia acumulada, que se encaminhará para a parte superior do corpo.

A energia Kundalini, energia da Serpente de luz, renova-se através do Prana, que permite uma circulação da energia para os pontos do corpo que mais necessitam da mesma.

Antigamente utilizada como uma forma de respiração muito elaborada, que tinha por base o Ioga, recorria-se a este método para reanimar um orgão que se encontrava debilitado. As energias que habitam o corpo misturam-se e, com a abertura dos chakras, esses fluidos de nadis, energias solares e lunares, fluem por todo o corpo humano.

Como uma Serpente que expele o seu veneno, a Kundalini é libertada em espiral após técnicas próprias de respiração, habitualmente conseguidas com a prática de yoga. As tensões e stress libertam-se porque todas as energias do sol e da lua são soltas para um plano superior, que permite uma atuação eficaz no corpo humano.

A Serpente de luz Kundalini, mítica ou não, eficaz ou mero motivo de crença, continua ainda a ser uma técnica utilizada na Índia. Para libertar essa energia que se acumula na parte inferior da sua coluna e usá-la a seu favor deixe atuar a Serpente de Kundalini que se aloja dentro de si…

Classificação
A sua opinião
[Total: 2 Média: 5]