Saiba como combater a gripe e os resfriados

2838
Como combater a gripe
Como combater a gripe

Por muito que se fale nos cuidados que devemos ter para não contrairmos gripe, a verdade é que são já muitas as pessoas que já “apanharam” o vírus da gripe. Veja como pode combater a gripe.

Com o frio a bater à porta, é natural que a pessoa se agasalhe mais e procure ambientes mais quentes. Todavia, e apesar dos muitos cuidados que algumas pessoas possam ter, o certo é que esta infeção respiratória provocada pelo vírus pode atacar qualquer um, embora haja alguns grupos de risco.

Como combater a gripe

As pessoas com mais de 65 anos, aquelas que possuam problemas anteriores relacionados com doenças pulmonares, do coração e renais, diabéticos, crianças dos 5 aos 14 anos, grávidas, ou profissionais da área da saúde, estão mais expostos e susceptíveis ao vírus.

Vírus da gripe

O vírus da gripe atinge pessoas no mundo inteiro. Tripartido em géneros de vírus, o A, B, e C, são os dois primeiros aqueles que mais frequentemente atacam os seres humanos.

O primeiro é aquele que atinge todo o ser humano, independentemente da sua idade e condição física, enquanto que o segundo é o que mais facilmente provoca gripes em crianças, podendo mesmo gerar a infeção numa pequena quantidade de crianças.

Aliás, não é por acaso que num infantário, quando uma criança contrai gripe, as outras estão mais expostas a serem infectadas. Mais tarde, constatar-se-á que muitas delas ficarão também infectadas.

Ainda que não seja um vírus que apresente problemas no futuro, ou consequências malignas, não nos podemos esquecer que uma simples gripe pode evoluir para uma pneumonia.

Vacina da gripe

A vacina pode vir a ser uma boa solução para se prevenir das gripes, mas há que ter em conta que a preparação da mesma deve estar em sintonia com o tipo de vírus presente nesse ano.

Isto porque todos os anos é elaborada uma nova vacina, consoante as características do vírus em causa, uma vez que os mesmos alteram-se de ano para ano.

Portanto, aconselhamo-la a tomar a vacina no início do Outono, adquirindo-a na farmácia, com a devida prescrição médica, não esquecendo que a mesma pode originar efeitos secundários ligeiros que em dois dias, no máximo, deixarão de existir.

Sintomas da gripe

Os sintomas da gripe levam cerca de 3 dias a aparecerem, e caso a doença não seja devidamente medicada os resultados podem mesmo vir a dar origem à pneumonia. Aqui, os cuidados terão que ser redobrados e bastante mais intensos.

Por isso, e para que não chegue até este estado, tenha em atenção alguns sintomas: dor de cabeça, fadiga, falta de apetite, garganta irritada, febre, tosse e espirros, dores musculares, e congestão nasal.

É natural que sinta o corpo dorido, sem vontade de fazer nada, e que o seu único desejo seja estar deitada. Os sintomas têm tendência a ir aumentando até ao terceiro dia, mas daí para a frente o mais certo é que vão reduzindo a intensidade da sua presença no corpo humano.

Além da tomada da vacina, isto se o seu médico assim o entender.

Para prevenir a gripe deve ter alguns cuidados que poderão ajudar a que o vírus não se instale no seu organismo:

  • beba muitos líquidos, o máximo que conseguir, pois esta é uma forma de manter o corpo protegido e hidratado;
  • reduza a sua presença em ambientes fechados e demasiadamente quentes, pois quando sair para o frio o choque vai ser muito forte;
  • faça um esforço e respire pelo nariz, e não pela boca, pois assim o excesso de frio não chega aos pulmões; cuidado com os choques térmicos;
  • pratique muito exercício físico para aliviar o stress:
  • ande bem agasalhada sem que, no entanto, exagere quando estiver em ambientes fechados.

Não existindo nenhum medicamento que elimine completamente a gripe, resta-lhe apenas ter o máximo cuidado e prevenir-se do vírus. Descansar bastante, tomar medicamentos para baixar a febre, tomar muitos líquidos são os segredos para recuperar quanto antes da doença.

Se nada fizer, o mais certo é que fique ainda pior, com uns bons dias de cama pela frente, e eminente a estar exposta a consequências mais graves.

Saiba como fazer um chá caseiro para a gripe

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]