Compreender a tensão Pré-Menstrual mais conhecida por TPM

2464
Compreender a tensão Pré-Menstrual mais conhecida por TPM
Compreender a tensão Pré-Menstrual mais conhecida por TPM

Estudos revelam que a tensão pré-menstrual afeta cerca de 40% das mulheres, com idades compreendidas entre os 16 e os 50 anos.Os sintomas aparecem, sensivelmente, uma semana antes da menstruação.

Sintomas da tensão pré-menstrual

  • Inchaço e dor nos seios,
  • irritabilidade ou nervosismo,
  • ansiedade ou tensão,
  • depressão,
  • enxaquecas,
  • chorar com muita facilidade, e sem motivo aparente,
  • desânimo,
  • fadiga,
  • dor no corpo,
  • inchaço nas mamas, pernas e barriga,
  • aumento de apetite,
  • insónias,
  • agressividade,
  • cólicas, ou ainda aparecimento de acne,
  • mudança de humor
  • prisão de ventre

Estes são os sintomas que caracterizam o período de tensão pré-menstrual, denominado vulgarmente por TPM. A verdade é que são muitas as mulheres ao nível mundial a sofrer deste problema, que ocorre habitualmente entre os 7 a 10 dias antes do aparecimento da menstruação.

O que é a TPM?

A TPM varia bastante de mulher para mulher. Algumas delas têm um número limitado destes sintomas de forma muito ligeira, enquanto que outras acabam por senti-los com uma grande intensidade. O principal problema é quando a existência dos mesmos acaba por interferir na vida diária das mulheres, quer seja a nível pessoal ou profissional. Muitas das mulheres nem atribuem à TPM alguns dos problemas psicológicos e físicos que enfrentam, mantendo-se assim na ignorância por muito tempo.

As causas da TPM

Segundo os especialistas, as causas da TMP centram-se numa mudança dos níveis de hormónio durante a segunda fase do ciclo menstrual. Todavia há quem atribua a ansiedade e depressão à progesterona, hormónio feminino que chega ao seu auge durante o referido período do seu ciclo menstrual.

Embora os sintomas de tensão pré-menstrual possam ser sentidos em qualquer idade, a verdade é que após os 30 anos eles serão sentidos ainda com maior incidência. A partir desta idade, metade das mulheres sofre com este problema, contrapondo os 40% em idades inferiores aos 50 anos. Felizmente, ainda existem algumas excepções, isto é, mulheres que raramente apresentaram qualquer um deste sintomas e que nunca tiveram qualquer problema antes da menstruação.

Como aliviar a tensão pré-menstrual

Os médicos e os entendidos na matéria recomendam pequenas dicas para aliviar estes sintomas:

  • exercício físico,
  • comer menos sal,
  • consumir menos água e café, nos dez dias que antecedem a menstruação,
  • descansar,
  • praticar alguns técnicas de relaxamento, como o Yoga, é igualmente útil para contornar o problema.

No entanto, e caso os sintomas intensos persistam, o que tem a fazer é procurar o seu médico e esperar que ele lhe apresente a melhor alternativa.

Os problemas relacionados com a tensão pré-menstrual podem ser ainda agravados se nos dias anteriores à menstruação estiver com alguns problemas pessoais. Logicamente, que o seu organismo vai ressentir-se e aumentar ou intensificar estes sintomas.

Mas, e lá porque está inchada antes da menstruação, tem ligeiras dores de cabeça, e se enervou com o seu chefe, fazendo com que ficasse de mau humor, isso não significa que esteja com TPM mesmo que faltem escassos dias para que lhe apareça o período.

Para diagnosticar esse facto, terá que ter em atenção se os sintomas antes do período se têm vindo a registar mensalmente ou se é apenas algo esporádico.

Não esquecer que a TPM surge dias antes da menstruação e que termina com o culminar da mesma. Se os sintomas se verificarem posteriormente, ou se não ocorreram com uma frequência mensal, então não estamos a falar de TPM.

Tratamento para a TPM

O tratamento para a TPM vai depender do tipo de sintoma que apresente. Há mulheres que apenas necessitam de algumas vitaminas, outras de calmantes, nutrientes, antidepressivos, diuréticos, analgésicos, ou outros.

A opinião do médico é fundamental para ditar qual o melhor caminho para conseguir solucionar esse problema. Por isso, não ouse medicar-se a si mesma!

Um tratamento mais intenso apenas será efectuado quando a TPM afectar o seu desempenho no dia a dia, quer seja a nível social, profissional, pessoal e íntimo, pois caso contrário são tentadas sempre formas mais ligeiras de cura.

Terapias como homeopatia ou acupuntura, ou a pílula anticoncepcional, podem ser formas de tratamento, mas o mais importante é a mulher tratar-se, acima de tudo, ao nível psicológico.

Cada mulher é um mundo, e o tratamento adequado para uma nem sempre é o acertado para outra, mesmo que ambas apresentem características muito semelhantes. Por isso, tratar a tensão pré-menstrual é algo que obriga a um cuidado extremo, no qual são necessárias avaliar as características gerais da paciente.

Sempre que esses pequenos sintomas não afectem o seu quotidiano não podemos dizer que estamos perante um caso de TPM, por isso não comece desde já a julgar que tem que se ir tratar imediatamente.

No entanto, e até à data, saiba que os tratamentos minimizam os sintomas, mas raramente os eliminam por completo, uma vez que não se tem a certeza da causa da TPM.

O mais importante de tudo é conhecer-se a si mesma, ao seu corpo, para daí se retirarem os melhores trunfos ao seu bem estar!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]