Dia da mãe, sempre no primeiro domingo de Maio

1801
Feliz Dia da mãe
Feliz Dia da mãe

Hoje, é o Dia da Mãe! Um dia de alegria, carinho, afecto e eterno reconhecimento. Uma homenagem mais que merecida a todas as mães desse mundo fora, que trouxeram tantas vidas ao mundo, saborearam vitórias e choraram angústias. Um dia de um eterno e sentido ‘obrigado’, onde todas as mães são rainhas junto ou longe de si!

Dia da mãe

Ocupar o lugar de mãe é complicado! Não é fácil voltar a sentir em outro alguém o cheiro dela, o brilho do seu olhar, ou o carinho das suas palavras. Não é fácil voltar a sentir em outra pessoa o calor dos seus beijos, a proteção do seu abraço, a paz que a sua voz transmite.

Aliás, nem é uma questão de ser fácil, mas sim uma impossibilidade. Porque ninguém poderá substituir a mulher que nos trouxe ao mundo, a primeira pessoa que esteve connosco na hora em que soltámos o primeiro grito existencial.

Ser mãe é um misto de felicidade, dor e mágoa. Ser mãe é choro, é sorrisos, é esquecer desilusões e recordar momentos de alegria Ser mãe é, ou devia-o ser, o testemunho das derrotas e vitórias dos filhos, que não são mais do que a tristeza ou os sorrisos delas mesmas. Ser mãe é esperar que o amanhã traga o perfume da eterna felicidade às suas para sempre crianças!

O Dia da Mãe é um dia que remonta aos tempos do antigo Egipto. Conta a história que o faraó Raminós III decidiu prestar um género de homenagem à sua mãe, depois de a ter mandado chicotear.

O sucedido ocorreu porque a mãe o chamou ‘duramente’ à atenção após este ter partido um vaso na sala do palácio. Raminós III, arrependido do acto que havia protagonizado, decidiu prestar uma homenagem à mãe no período de Mansés, que durava uma semana.

O início dessa semana coincide exactamente com a data na qual se comemora hoje o Dia da Mãe, período que viria a coincidir também com a altura em que um publicitário aproveitou para tornar esta data historicamente mundial. A partir dessa data, o Dia da Mãe começou a ser comemorado no mundo inteiro, sempre no primeiro Domingo de Maio.

E, desde essa data para cá, que é comum os filhos oferecerem uma lembrança às suas mães: uma flor, uma caixa de bombons, alguma coisa que, por muito pequena que seja, consiga retribuir tudo aquilo que as mães fizeram pelos seus filhos.

Num dia de importância como este, aconselhamo-la a deitar para trás das costas qualquer mágoa ou ressentimento que possa ter, esquecer divergências ou atritos, e dar todo o seu amor à mulher que possibilitou a sua existência. Branca, negra, baixa, alta, magra ou gorda, a mãe é uma das pessoas que mais a vai amar até ao último momento da sua vida, faça você o que fizer.

E, não tente compreender atitudes mais estranhas por parte da sua mãe, pois tudo o que ela fizer é apenas para o seu bem estar. Ofereça-lhe todo o Amor do Mundo!

Ser Mãe é desdobrar fibra por fibra
O Coração! Ser Mãe é ter no alheio
Lábio, que suga, o pedestal do seio,
Onde a vida, onde o amor cantando vibra.
Ser Mãe é ser um anjo que se libra
Sobre um berço dormindo; é ser anseio,
É ser temeridade, é ser receio,
É ser força que os males equilibra!
Todo o bem que a Mãe goza é bem do filho,
Espelho em que se mira afortunada,
Luz que lhe põe nos olhos novo brilho!
Ser Mãe é andar chorando num sorriso!
Ser Mãe é ter um mundo e não ter nada!
Ser Mãe é padecer num Paraíso!!

Um poema de Coelho Neto a todas as Mães do Mundo, neste Dia da Mãe!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]