28 dias com Sandra Bullock: a irreverência na tela

769
28 dias com Sandra Bullock
28 dias com Sandra Bullock

Poderíamos rotular o filme de drama ou comédia. Isto porque o filme assenta numa reabilitação, mas com alguma ironia e gargalhadas ao meio. Sandra Bullock assume o comando.

28 dias com Sandra Bullock

Na sequência de um acto de inconsciência e de pura embriaguez, Gwen (Sandra Bullock) é internada num centro de recuperação de alcoólicos e toxicodependentes durante 28 dias. Gwen é a força e o rosto destes 28 Dias, que esculpe cada cena a todo o instante.

Gwen é uma mulher que se limita a viver o presente, sem pensar muito bem nas consequências do amanhã. Levando uma vida de excessos com o seu namorado, Gwen gosta de beber e de experimentar diferentes drogas.

Quase que nem tem consciência dos seus actos, e é por isso que no dia do casamento da sua irmã decide roubar a limousine dos noivos, acabando por originar um acidente. É aí que a vida de Gwen se modifica, indo parar num centro de reabilitação.

O filme está assinado por Betty Thomas, e ainda que aborde um problema das nossas sociedades, é tratado de maneira despreocupada e sem grandes dramatismos.

Um caso sério em jeito de comédia é o que Sandra Bullock, no papel de Gwen, nos tem para oferecer. 28 Dias é o tempo para algumas gargalhadas e para assistir ao amadurecimento de Sandra Bullock, enquanto actriz.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]