Como soltar as fantasias sexuais que guarda dentro de si

5195
Como soltar as fantasias sexuais que guarda dentro de si
Como soltar as fantasias sexuais que guarda dentro de si

Tem fantasias sexuais incrivelmente estranhas? Sonha poder vir a concretizá-las? Então qual é o problema? É apenas um sinal de que a sua imaginação está mais activa do que nunca!

Solte as fantasias sexuais

No mundo sexual é perfeitamente normal que existam fantasias. O problemas seria se elas não existissem, o que demonstraria a sua apatia ou timidez face ao sexo. Daí que, as fantasias sexuais desempenhem um papel importante na relação a dois.

Pertencendo ao mundo da imaginação, qualquer fantasia pode tornar-se real desde que as pessoas envolvidas nela assim o queiram. Havendo condições para tal, a fantasia sexual pode ser a pitada de fulgor e loucura que faltava à sua relação.

As fantasias sexuais mexem com inúmeros sentidos. Não sendo apenas um dos caminho para encontrar o prazer, as fantasias estimulam todos os sentidos, da visão ao olfacto, provocando sensações eloquentes.

Essas sensações podem ser originárias ou consequência de medo, mistério ou prazer para quem as experimenta. O problema é que muitas pessoas continuam ainda a retraí-las e a guardá-las para si, com receio de serem mal interpretadas pelo seu companheiro ou por outras pessoas a quem as divulguem.

Ao analisarmos bem a situação, reparamos que as fantasias não fazem apenas parte do mundo do sexo. Desde que somos pequenos que vivemos rodeados de fantasias, quer seja em histórias que nos contam, livros que lemos, ou mesmo em personagens que encarnamos em determinadas situações, como é o caso do Carnaval.

Tudo é fantasia, e tudo tem uma função estimuladora para a nossa existência e prazer pessoal. A única diferença é que na altura dessas histórias infantis estamos na idade da inocência, e agora estamos na idade adulta.

Quer seja para se fugir de uma realidade, quer seja para nos sentirmos por momentos ‘aquela’ pessoa, o ser humano tem necessidade de fantasiar personagens e situações distintas. Lógico que das fantasias de infância às da idade adulta vai uma grande diferença, até porque o próprio conteúdo do momento é totalmente diferente e os objectivos são também eles distintos.

Uma fantasia, seja ela de que âmbito for, implica sempre um jogo, um faz de conta, através do qual nos divertimos. Portanto, porque não usá-las também no sexo?

A falta de comunicação dos casais, que cada vez mais vivem para o trabalho, pode impedir esta concretização fantasiosa. Isto porque, os casais já quase não têm tempo nem para se olharem ao espelho, quanto mais para entrar nestes jogos.

O problema aqui é a falta de comunicação entre ambos e a ausência de valores sexuais e amorosos, em prol de valores laborais. É importante que as pessoas se toquem, ofereçam e recebam prazer, para que o conhecimento entre ambos seja suficientemente sólido e permita este género de situações imaginárias.

Um casal que tem um flirt de uma noite, por exemplo. As pessoas não se conhecem bem, as coisas aconteceram, e o desejo falou mais alto do que qualquer outro jogo. Aliás, estas situações de flirts de uma noite vão sendo cada vez mais comuns, e se a sua fantasia não implicar grandes adereços, acessórios ou situações complexas, porque não convidar esse desconhecido para entrar no jogo consigo?

Assim, não precisa de sentir a tradicional vergonha porque você jamais vai voltar a vê-lo. Aliás, é para si indiferente o que ele pensa acerca da situação, desde que você tenha conseguido concretizar a sua fantasia. Sermos um pouco egoístas de vez em quando não tem mal nenhum, pois não?

Na realidade são muito poucas as mulheres que praticam as suas fantasias sexuais, ainda para mais com estranhos, embora já se note uma maior desinibição do sexo feminino. As mulheres começam, aos poucos, a apostar mais na sua sensualidade e a fazer uso do seu corpo.

Deixaram de ter vergonha de o mostrar, para passarem a exibi-lo com classe e sensualidade. Mas atenção, que estamos aqui a falar de sensualidade e não de pornografia! Deixar soltar essa sua fantasia não tem mal nenhum, e é apenas mais um dos complementos da paixão. Apostamos consigo que o seu companheiro vai adorar a ideia!

Porém, há que ter cuidado em não deixar avançar essa mera fantasia para a realidade. Aquela é apenas uma situação idealizada, momentânea, que em breve terminará. A verdadeira sensualidade dela é isso mesmo: saber que vai ter que acabar, por isso aproveite-a até ao último segundo! Preocupante é quando a fantasia começa a tomar proporções mais graves, ou quando a sua execução vai contra todo e qualquer padrão da sociedade.

É preciso ter a noção de que por serem pura fantasia, isso não significa que se possa fazer tudo o que bem se entender: aquele momento traduz algo irreal, mas é passado na realidade! Não se esqueça disso.

Está à espera do quê? Prepare hoje mesmo um serão diferente para si e para o seu companheiro. Surpreenda-o! Os homens adoram surpresas, e você sabe muito bem como as fazer!

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]