Mulher traída é capaz de autênticas loucuras

7297
Mulher traída é capaz de autênticas loucurasMulher traída é capaz de autênticas loucuras
Mulher traída é capaz de autênticas loucuras

Uma mulher traída é capaz de autênticas loucuras, acreditem. Furiosa e frustrada, a mulher reage de diferentes formas, consoante a situação do casal, o sentimento que nutre pelo seu companheiro, os antecedentes, o momento e a duração da traição. Mas, a mulher pode não ter em conta nenhum destes factores, dar importância a todos eles ou, pura e simplesmente, pagar na mesma moeda.

Inúmeras mulheres que foram traídas fizeram a mesma coisa que os seus companheiros lhe haviam feito. Traíram sem qualquer pudor, para que eles sentissem na pele o que elas haviam sentido tempos antes. Normalmente, a mulher não vai em busca de um qualquer para ferir o companheiro. O seu alvo são os seus amigos mais chegados e, de preferência, o melhor amigo do seu companheiro. O intuito é que o seu, possivelmente agora ex companheiro, se sinta traído duplamente.

Muitas mulheres sabem que são enganadas e, limitam-se a assistir, silenciosas, à situação. Outras porém, fingem não saber e pagam na mesma moeda. Mas, há ainda as restantes que sabem, armam um “escândalo”, e depois fazem exatamente o mesmo que ele lhe fez. Esta é uma forma de vingança comum a muitas mulheres, mas outras preferem começar a difamá-lo e, espalhar por toda a gente que o respectivo nada valia na cama. Sem dúvida que para um homem, isto é verdadeiramente humilhante e frustante. Mas, elas fazem-no exatamente porque têm noção disso.

Acontece também a mulher perder o controlo das coisas e partir para a violência, tanto direcionada ao homem, como à mulher que contribuiu para a traição. Estes são casos que acontecem mais frequentemente do que se possa julgar, e que acabam, à partida, por não resolver nada da situação do casal. Mas, a violência física e psicológica e a vingança da traição, direcionada ao ex-companheiro ou, quem sabe, ainda atual, são formas de agir que não devem ser criticadas.

Quando uma mulher é traída, necessita de deitar cá para fora as suas mágoas e dor. Assim, traí-lo da mesma forma significa ficar no mesmo patamar, uma maneira de não se sentir inferiorizada e de expulsar toda a angústia, utilizando exatamente a mesma estratégia. Há aqui a vontade de conseguir fazer exatamente a mesma coisa que o homem, custe o que custar e, de preferência, por uma via que ele vá descobrir e que o magoe bastante.

Ainda que muitas mulheres não adotem esta filosofia de vingança, muitas são as que julgam ser este o caminho para se sentirem novamente vivas e desejadas, ainda para mais se for pelo melhor amigo do seu companheiro. Esta, dizem elas, é a vingança mais perfeita e dolorosa para os homens. Outras, optam por nada fazerem. Resumem-se à sua condição de traídas e partem amarguradas, embora haja mesmo muitas que acabam por regressar algum tempo depois.

Contudo, existem outras que, por muito que lhes custe, cedem na hora e perdoam o seu companheiro. Após algumas palavras mais doces, uns pedidos de perdão, lágrimas e juras de que “aquilo” não se repete, a mulher vacila e perdoa o companheiro. Para estas, a palavra Vingança não consta do seu dicionário, e nem se imaginam no papel de Vingadoras da sua Honra.

É disso mesmo que se trata: Uma questão de Honra! A mulher fica cabisbaixa de início e, a sua fúria é tal, que necessita de a expulsar a todo o custo. As mulheres usam qualquer estratégia para vingarem a sua honra e, após o terem feito, sentem-se libertas e despertas para a vida. Mas, este é o aspecto por externo, porque se fosse possível ver o interior de uma mulher traída, as coisas não apresentariam um aspecto tão cor de rosa.

Se é ou já foi traída por algum homem, não desespere e nem pense que é a única. Para se divertir um pouco e ficar com o humor mais apurado. Lá encontrará toda a força que necessita e algumas piadas em relação aos Homens Corno, entre muitas outras coisas. Afinal, por algum motivo não há o feminino da palavra Corno. Porque será? Fica ao critério do ser humano!

Classificação
A sua opinião
[Total: 2 Média: 2.5]