O Yin Yang – o simbolo das forças dos opostos no universo

4054
Yin yang - os opostos
Yin yang - os opostos

De certo que já reparou alguma vez neste símbolo, quer fosse num porta-chaves ou numa revista especializada. E se o seu interesse não a levou a ler o artigo acerca do yin Yang, tem agora oportunidade de o fazer.

Na mitologia chinesa, o criador de todas as coisas, P’an-ku, emergiu do ovo cósmico, que já existia antes do céu e a terra terem sido criados. O conteúdo do ovo também se dividiu, no que resultou o Yin e o Yang. Os elementos mais pesados do ovo desceram criando a terra, enquanto que os elementos mais leves produziram o céu.

Durante 18 mil anos P’an-Ku cresceu no espaço criado entre ambos os elementos, até que acabou por preenche-lo. Quando morreu, o seu corpo formou todos os elementos naturais que a Terra possui.

Numa outra versão, P’an-ku criou o céu e a Terra enquanto estava vivo, e ao aperceber-se de que não existiam humanos, moldou pequenas figuras de barro, que após secas, impregnou com as forças vitais do yin e do yang.

No entanto, antes das figuras tomarem vida, uma violenta tempestade assolou a morada de P’an-ku e ele levou os bonecos para casa, mas não conseguiu salvá-los a todos. Essa é essa a razão porque algumas pessoas nascem deficientes ou doentes.

  • O Yang, elemento masculino positivo é expansivo, e representa o nascimento, o dia, o Sol e o Céu, o poder e a dureza.
  • O Yin, elemento feminino negativo é receptivo, é a morte, a noite, a Lua e a Terra e a suavidade.

O Yin Yang são as forças ativas no universo. Ao mesmo tempo que mantêm uma relação de interdependência entre eles, estão também em permanente luta como opostos que são. Sem Yang não existe Yin, sem Yin não há Yang. Todas as coisas no mundo podem ser descritas, explicadas e divididas através destes opostos.

As propriedades básicas do calor, da luz, da actividade, do movimento, do exterior e da forma de ser extrovertido, pertencem a Yang, ao passo que as propriedades do escuro, do frio, da introspeção, do não movimento são qualidades do Yin.

Para além da sua relação, cada um deles contém o outro numa parte de si: o homem tem uma parcela feminina e a mulher uma parcela masculina.

Na anatomia, a parte superior do corpo, o exterior e a parte de trás pertencem a Yang enquanto que a parte de baixo, o interior e o abdómen são posse do Yin. Dentro de cada órgão humano existem as duas forças.

O Yin controla a substância e o Yang a função do corpo.

É no ponto de equilíbrio em que estas duas forças se encontram que devemos viver, porque se a vida é uma constante luta, não a podemos encarar através dos excessos que cada um dos elementos nos apresenta.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]