Os telemóveis são perigosos? Conheça a resposta

2024
Os telemóveis são perigosos?
Os telemóveis são perigosos?

As pesquisas efectuadas por diversos grupos de cientistas descobriram aquilo que já muitos suspeitavam: os telemóveis emitem microondas prejudiciais à saúde dos utilizadores…

Os telemóveis são perigosos?

A utilização por determinados períodos de tempo dos úteis telemóveis pode provocar sintomas como falta de memória, calor, dores de cabeça, náuseas e tonturas, especialmente na faixa etária dos 20 aos 30 anos de idade.

Os estudos apontam cada vez mais para que estes sintomas se devam à emissão de microondas e à exposição acumulativa durante determinados períodos de tempo.

Os sintomas que fizeram despertar para este problema surgiram nos finais dos anos 90, com queixas frequentes de zumbidos no interior dos ouvidos, seguidas de dores agudas que atingem os maxilares, sempre do lado da cabeça em que usualmente é utilizado o telemóvel pelo paciente.

A juntar a estes sintomas, estão as tonturas, náuseas e visão nublada.

A visão é outro dos sentidos afectados, com tiques e agitação das sobrancelhas e das pálpebras, e pode até chegar aos derrames e perda de visão. Mesmo os níveis de rádio mais baixos podem causar a destruição das células oculares e destruir os foto-receptores da retina.

Mas os sintomas não se apresentam da mesma forma para todas as pessoas. Sensações de queimadura no rosto e no pescoço, são outras das queixas frequentes dos utilizadores de telemóveis, chegando mesmo a deixar marcas de queimaduras no rosto.

Os pacientes mais sujeitos a este tipo de efeitos de radiação são aqueles que costumam ter o aparelho perto do corpo, no cinto, embora não estejam em contacto com a pele.

As sensações de entorpecimento e calor são geralmente localizadas na face e no ouvido, e depende muito do tempo que duram as chamadas. Outros problemas passam pelas dores de dentes e hemorragias nasais, e mais grave ainda, tumores cerebrais e linfomas no pescoço.

Quando os sintomas se apresentam, parece já não existir retorno, e a situação agrava-se. E apesar de o organismo humano efectuar uma auto-reparação nos danos, quando se efectua um afastamento prolongado do aparelho, estes retomam logo após o recomeço da utilização.

Todos os sintomas apresentados têm relação com a exposição exagerada às radiações. Prevê-se para breve a entrada no mercado português de uma bolsa de protecção, a única que viu confirmada a sua capacidade de neutralizar as radiações.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]