Violência doméstica em Portugal: palavras que devem ser lidas

855
Violência doméstica em Portugal: Palavras que devem ser lidas
Violência doméstica em Portugal: Palavras que devem ser lidas

Dois meses ou pouco mais de 60 dias bastaram para que 12 mulheres fossem assasinadas pelos seus ditos companheiros.

Bastava uma para ser demais, mas foram doze! Doze mulheres que perderam a vida devido à violência doméstica.

Quinze vidas perdidas e certamente muitas outras que não chegaram ao extremo de perderam a vida mas que sofrem dia após dia e carregam marcas para toda a vida, provocadas por aqueles a quem um dia juram amar.

É completamente inadmissível. Neste Dia Nacional de Luto pelas Vítimas de Violência Doméstica (triste sociedade que precisa deste dia) não queremos deixar de alertar para estes casos e comportamentos degradantes.

Violência doméstica em Portugal

Parece que a sociedade anda maluca, ninguém respeita ninguém, ninguém tem amor por ninguém. É uma sociedade hipócrita, ignorante, insensível e egoísta.

Ninguém tem o direito de tirar a liberdade e a vida ao outro. Estes casos que temos vindo a assistir dia após dia, são atos cobardes, desumanos, que não têm qualquer tipo de justificação.

E ainda mais… como é possível existirem juízes retrógrados que fazem citações bíblicas para justificar os atos dos agressores?!

É uma sociedade desprovida de valores, um mundo maluco, dificil de entender.

Nós mulheres queremos sentir-nos seguras. Queremos viver a vida e aproveitar a vida. Não queremos homens sem personalidade que matam as suas mulheres. Não queremos sentir medo e ansiedade constantes.

Este texto é escrito com o intuito de chamar a atenção, alertar e consciencializar para aquilo que podemos fazer, porque agir é importante e o silêncio é o melhor amigo do crime.

Pesquisamos e partilhamos sobre o que fazer, os contactos e os procedimentos. Esteja alerta e informada. Saiba o que fazer e quem contactar porque é a “consciencialização que está na base da capacidade de resposta”.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]