Inteligência Emocional de Daniel Goleman

705
Inteligência Emocional
Inteligência Emocional

Inteligência Emocional de Daniel Goleman da Temas e Debates

Inteligência Emocional

As emoções dos seres humanos requerem um estudo aprofundado e vasto. Para lá do sinónimo de inteligência, a emoção acaba por ser mais rica e complexa de se estudar.

A Inteligência Emocional, livro escrito por Daniel Goleman, psicólogo e escritor, retrata de maneira clara e sintética a questão das emoções. Vertentes da inteligência das emoções são rasuradas, mais que isso, são mesmo aprofundadas e relatadas da única maneira possível de o fazer: escrever.

Falar é importante, mas Daniel Goleman passa para o papel as características chave de um mundo para os quais as respostas constam, escassamente, nos manuais humanos.

A importância das emoções foi sempre um factor de particular curiosidade porque, entrar no mundo da inteligência, do cérebro e mente é acessível, mas conseguir penetrar no universo das emoções é complicado.

Cada um tem a sua forma de se exprimir e de reagir face a determinadas situações logo, não é possível estabelecer estatísticas emocionais para as atitudes das pessoas. É nesta coragem de entrar num universo complicado e carismático de cada um, que reside a qualidade e riqueza desta obra.

Daniel Goleman escreve sobre emoções. Emoções fortes e perturbantes, como a ansiedade, o excesso de tensão e o stress, que tantas vezes fazem o ser humano espumar de raiva e de dúvidas emocionais.

Controlar as emoções é difícil, e mais difícil ainda é conseguir arranjar uma fórmula emocional mundial que consiga atingir todas as pessoas da mesma forma. Falar de emoções por si só já é complicado, mas muito complicado será encontrar o motivo que rege cada uma delas.

O autor do livro não pretende dar lições sobre como agir com as emoções, mas sim explicá-las e dar a conhecer exemplos, fundamentando-os. Segundo o escritor, há três tipo de pessoas: aquelas que se regem pelas emoções imersas, as que apreciam as emoções aceitantes e as pessoas que vivem sob emoções auto-conscientes.

A cada uma delas correspondem emoções diferentes, e formas distintas de levar a vida e de encarar a sociedade.

Ser inteligente emocionalmente é demasiadamente complexo para qualquer ser humano. Se, se toma uma atitude emocionalmente inteligente, no minuto seguinte promove-se uma de sentido contrário.

Os traumas, recalcamentos, as depressões profundas e tensas, o silêncio perturbador, a necessidade de agressão psicológica, ou a aparente falta de sensações, são mais um conjunto de motivos para ler este best seller que durante muitas semanas esteve na lista do The New York Times.

Um avançado relato e caderno de sensações explícitas, através de exemplos reais e concretos, utilizados para elucidar os leitores, é aquilo que Daniel Goleman preparou para os seus leitores. Escrito brilhantemente e sem qualquer mancha negra a apontar, em tom descontraído e vivo, é um livro que a fará pensar sobre a sua inteligência emocional.

Comece desde já a reflectir, a partir de uma frase de Horace Walpole: “A vida é uma comédia para aqueles que pensam e uma tragédia para aqueles que sentem”. Em qual das duas se enquadra a sua inteligência emocional? Leia e depois descubra!

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]