Máscaras de Carnaval, uma presença obrigatória no entrudo

2937
Mascaras de Carnaval
Mascaras de Carnaval

O Carnaval chegou! Durante alguns dias, a brincadeira e diversão chegam a diversos pontos do mundo: Brasil, a bela cidade de Veneza, ou mesmo Portugal, não dispensam um pé de folia nesta época do ano. O Carnaval é uma das tais alturas em que tudo, ou quase tudo, é permitido! Para trás ficam os dissabores, as tristezas e amarguras, e parte-se para a rua em busca da alegria contagiante e do calor humano.

Máscaras de Carnaval

A tradição do Entrudo vive-se em diversos pontos do globo, uns mais luxuosos, outros mais ‘quentes’, mas todos eles tocados pelo espírito da festa.

As máscaras de Carnaval são uma presença quase obrigatória nestes dias. Desde as máscaras que apenas servem para esconder a zona dos olhos, até àquelas que cobrem o rosto inteiro, as máscaras de Carnaval são um dos muitos acessórios carnavalescos mais requisitados entre nós. Ainda assim, nada se compara com as máscaras características de Veneza conhecidas pelo seu requinte e fascínio.

A tradição do Carnaval é já muito antiga. A esta época, estão associadas as festas que os povos pagãos celebravam por altura da Primavera. Já desde essa altura que as máscaras eram encaradas como o símbolo do Carnaval, uma forma de adoptar uma outra personagem que não a real nem que fosse apenas tapando o rosto com uma máscara misteriosa ou bizarra.

Bailes de máscaras

Os bailes de máscaras são tradicionalmente conhecidos no mundo inteiro. Homens, mulheres e crianças, vestem-se a rigor para um baile de fantasia, onde a diversão, brincadeira e folia reina sem limites.

Ao som da música tipicamente carnavalesca, o Carnaval desenrola-se por três dias. Aliás, não é à toa que se pronuncia a célebre frase: ‘A Vida são dois dias e o Carnaval são três’. Uma festa popular, embora possa deixar de o ser caso gaste muito dinheiro comprando uma fantasia a rigor, o Carnaval conserva em si a necessidade de, por três dias, o ser humano perder a sua identidade para uma personagem que ele próprio criou.

Em Portugal, é comum vermos pessoas mascaradas de palhaços, fadas, zorros, cowboys, entre tantos outros trajes, todos eles motivos de divertimento e de gargalhada.

Nas aldeias submersas do interior, ou nos grandes centros urbanos, é habitual vermos nesta altura diversos pessoas com uma determinada fantasia, ou apenas com uma simples máscara no rosto. Em Veneza, a tradição da máscara é elevada ao seu expoente máximo.

Se em Portugal as máscaras apresentam-se de uma forma mais modesta, em Veneza é comum vermos os foliões com máscaras sedutoras, fascinantes, executadas a partir de materiais nobres e elaboradas minuciosamente. Aliás, é em Veneza que assistimos ao Carnaval mais luxuoso e requintado do mundo inteiro ao nível dos trajes e máscaras dos foliões.

No Brasil, um dos pontos carnavalescos mais emblemáticos do mundo inteiro, o símbolo da máscara, embora se mantenha, não tem a força popular de outros locais. Os brasileiros preferem dedicar-se à música e ao popular samba, enchendo avenidas ao som de grupos brasileiros. O que faz furor no Brasil é este ritmo sedutor e inimitável!

As grandes manifestações de fantasia centram-se no sambódromo, local por onde desfilam as escolas de samba vestidas, ou ‘despidas’, a rigor, e em consonância com o enredo da escola a que pertencem. No Brasil, em Espanha, Portugal, Veneza, entre tantos outros locais, o Carnaval é comemorado com a mesma alegria e folia, embora as tradições culturais possam variar um pouco.

O certo é que as máscaras continuam a persistir no universo carnavalesco juntamente com a música, serpentinas, papelinhos, fantasias, brincadeiras e muito calor humano. Entre na folia e escolha outra identidade, de preferência bem divertida, para passar estes três dias de forma inesquecível!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]