O que são as Sogras? Aliadas ou inimigas?

2963
Sogras a quanto obrigam
Sogras a quanto obrigam

Inicialmente ela era muito simpática para si. Tempos depois, e após anunciarem que se iam casar, o seu comportamento mudou drasticamente. Afinal, o que são as sogras? Aliadas ou inimigas?

Há quem diga que muitos casamentos são “destruídos” pelo facto de haver sempre uma terceira pessoa a interferir em tudo o que diz respeito à vida do casal: a sogra!

O papel das sogras no casamento

No universo do matrimónio, ou das uniões de facto, são mais as mulheres que afirmam ter uma relação conflituosa com a sogra do que aquelas que as consideram suas aliadas ou verdadeiras amigas.

A partir de uma determinada altura, a mulher leal passa a ser uma verdadeira “praga”! As sogras têm sempre um palavra a dizer, quer seja em relação à educação dos filhos, à forma como lidam com o companheiro, ou seja, o filho, à decoração da casa, ao tempo que passam no trabalho, etc.

As sogras têm sempre uma opinião a expressar, mesmo quando ninguém lhes solicita semelhante comentário. Elas estão em todo o lado! E qual o motivo desta intromissão na vida familiar dos seus filhos? Ciúme!

A verdade é que a mãe do seu companheiro “exige” que o filho tenha o melhor do mundo, aquilo que ela sempre lhe assegurou. Se você trabalha bastante, e não tem tempo para lhe fazer aqueles petiscos que ele adora, ela vai achar que você não se preocupa minimamente com ele.

Se você grita com os seus filhos, e ela nunca o fez com o seu companheiro, ela vai achar que você não é uma boa mãe, demasiadamente agressiva, e que poderá pôr em risco a felicidade dos pequeninos. Conclusão: em breve ela fará queixas intermináveis da sua pessoa ao seu companheiro.

Reclamações da sogra

Todas estas reclamações da sua sogra têm, segundo os psicólogos, um certo fundamento lógico que é explicado a partir de um conceito muito simples: ciúme. A realidade é que na vida do seu companheiro deve ter havido muitas mulheres, namoradas, amigas, colegas, mas nenhuma que colocasse em causa a relação próxima entre ela e o seu companheiro.

De um momento para o outro, as atenções dele começam a estar voltadas para si, para a família, e a mãe do seu companheiro vê o seu espaço ameaçado por uma outra mulher .

No entanto, convém perceber que isso não significa que a sua sogra não goste de si, que lhe queira mal, ou que julgue que você não tem capacidade para o fazer realmente feliz. Simplesmente, a forma que ela encontra em manter o lugar na vida do seu filho, ou de sentir que ainda tem uma presença muito forte, é intrometer-se na vida dele. Todavia, não podemos generalizar este estereótipo de sogra.

Sogras diferentes

Nem todas são assim, intrometidas, ciumentas, e muitas delas conservam uma relação de amizade muito bonita com a nora. O importante é que nora e sogra saibam até onde é que podem ir, não ultrapassando determinados limites, e entender que cada pessoa tem uma vida particular e familiar que deve ser respeitada como tal.

Em vez de você começar a tomar uma atitude drástica em relação à sua sogra tente falar com ela calmamente, perceber os seus motivos, e fazê-la ver que agora também o filho tem uma família pela qual, ela, a sua sogra, não é maioritariamente responsável.

E, porque não fazer-lhe, de vez em quando, uma surpresa? Convidá-la para almoçar, oferecer um presente, organizar uma passeio com ela? Se cultivar uma postura arisca e distante, aquilo que vai conseguir é que a relação entre vocês as duas se deteriore ainda mais. Aliás, você não se deve esquecer que também um dia será sogra! Quem sabe, um dia, possa compreender melhor as atitudes que hoje não tolera!

O facto da sua sogra estar sistematicamente a envolver-se na sua vida familiar pode contribuir para que surjam as discussões entre o casal. Eventualmente poderá contar ao seu companheiro que existem situações que não aprecia na mãe dele, mas nunca o coloque contra ela ou o obrigue a escolher entre si a mãe dele.

Mãe é mãe, e você nunca pode esquecer isso! Seja compreensiva, mas estabeleça, diplomaticamente, os limites á sua sogra!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]