Só para eles: um jantar a dois romântico

2965
Só para eles: um jantar a dois romântico
Só para eles: um jantar a dois romântico

Convidar uma mulher para jantar a dois é uma das mais comuns abordagens por parte do sexo masculino. Só que por vezes o tiro sai-lhes pela culatra, já que nem todos os homens sabem comportar-se devidamente nessas circunstâncias.

Jantar a dois romântico

Portanto, e para que da próxima vez tudo corra bem, tome nota de alguns conselhos:

Primeiros passos

Ao convidar uma mulher para jantar, tenha a atenção de lhe perguntar se tem preferência por algum lugar ou por algum tipo de comida. De seguida, e tendo em conta o que ela lhe disser, ligue para o restaurante a fazer reserva (principalmente se for um restaurante chique e/ou muito concorrido).

É muito desagradável ter de ficar à espera de uma mesa e o facto de ter uma reserva feita causará boa impressão. Ao fazer a reserva, informe-se quanto ao tipo de vestuário exigido pelo restaurante. Caso exista alguma restrição a esse respeito, informe atempadamente a sua convidada.

Quando chegar ao restaurante, se por acaso a mesa que lhe tiver sido reservada estiver mal colocada (perto da porta, perto da cozinha ou perto das casas de banho, por exemplo), faça os possíveis para convencer o empregado a dar-vos um lugar melhor.

Se vir que é impossível, não insista e não comece uma discussão. Peça desculpas à sua convidada e não fale mais no assunto. Esse pormenor não é assim tão importante.

Depois de escolherem os pratos, pergunte à sua companheira o que vai querer e faça o pedido em nome dos dois. Isto causará boa impressão e contribuirá para que se sinta no controle da situação.

Durante a refeição

Mesmo antes de chegarem os pratos, ponha o guardanapo no seu devido lugar, ou seja, dobrado sobre os joelhos – e nunca em cima da mesa, preso ao cinto ou a servir de babette! Se tiver de se levantar durante a refeição, deixe o guardanapo sobre o assento.

Quando estiver a comer, as regras de boas maneiras exigem que o faça a um ritmo adequado, de modo a ter tempo de ir conversando. Uma boa técnica é contar cerca de 10 segundos entre cada garfada. É muito pouco correcto devorar rapidamente a comida e depois ficar a ver a outra pessoa comer.

Durante a refeição, mantenha o olhar sobre a sua companheira e tente sorrir de vez em quando, entre garfadas. Esforce-se por demonstrar algum interesse por ela, pergunte-lhe ocasionalmente se está a gostar da comida e, se ela precisar de alguma coisa, trate de chamar discretamente um empregado.

Não faça barulho a comer a sopa nem mastigue de boca aberta. Ver alguém falar ao mesmo tempo que mastiga é algo verdadeiramente incomodativo.

Ao comer, não use o garfo de lado. Assim tem mais probabilidades de se sujar. Se tiver necessidade de palitar os dentes, não o faça à mesa. Dirija-se à casa de banho.

O pagamento da conta

Uma boa estratégia para evitar constrangimentos na altura de pagar a conta é tratar de tudo antecipadamente. Deixe o seu número de cartão de crédito com o empregado juntamente com as instruções de pagamento.

Assim, e quando o assunto surgir, o problema já estará resolvido e a sua convidada ficará certamente bem impressionada.

Caso opte por pagar normalmente, à mesa, deixe sempre 10% a 15% de gorjeta, a menos que o serviço tenha sido mau. Não se mostre avarento na altura de dar a gorjeta, nem se sirva de caneta ou calculadora para a calcular.

Calcule mentalmente o valor aproximado, e pague sem comentar, mesmo que o preço da refeição seja mais elevado do que esperava. Ao queixar-se do preço, causará uma péssima impressão.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]