Mulheres multifacetadas: familia, educação e trabalho

5343
Mulheres multifacetadas
Mulheres multifacetadas

Hoje em dia, as mulheres querem-se activas, independentes, livres para o mundo. Se no âmbito profissional, protagonizaram uma verdadeira revolução, assumindo postos de trabalho importantes, no lar, são elas ainda as responsáveis por, quase todas as tarefas domésticas.

Mulheres multifacetadas

As mulheres de hoje em dia, são verdadeiras revolucionárias e dotadas de energia. A elas, está ainda associado o trabalho doméstico, a educação dos seus filhos e a profissão.

Ao longo dos tempos a mulher renovou-se e, tornou-se independente. Mas, as suas responsabilidades, são cada vez maiores….

É necessário muita força de vontade, para levar avante os nossos sonhos e objectivos. Hoje em dia, as mulheres querem-se activas, independentes, livres para o mundo.

Se no âmbito profissional, protagonizaram uma verdadeira revolução, assumindo postos de trabalho importantes, no lar, são elas ainda as responsáveis por, quase todas as tarefas domésticas.

Avançou-se no campo externo da casa, mas entre as quatro paredes as coisas pouco ou nada mudaram. O que significa que, para além de trabalhar arduamente fora de casa, ainda tem que ter forças e disposição, para limpar a casa, fazer o jantar e cuidar dos filhos.

Em Portugal, comparativamente com os restantes países da Europa, os homens portugueses são os que menos, desenvolvem tarefas ou acções caseiras, conjuntamente com a sua companheira.

O que os homens portugueses fazem com mais frequência, é pagar as contas, os impostos, ou tratar do carro. Tudo o resto, são raras excepções.

Nos casais mais jovens, é que podemos encontrar algumas evoluções neste domíno, no que compete a cuidar das crianças ou ir às compras.

Ainda assim, a nossa cultura está impregnada de valores que, não inscrevem a participação dos homens nas tarefas do lar. Alguns, chegam mesmo a achar que a sua masculinidade, está a ser afectada.

O problema entre o homem e a mulher, passa também muitas das vezes, por questões monetárias e financeiras. Actualmente, são já muitas as mulheres que ganham mais do que os homens, vingando o seu esforço e trabalho. Mas, esta situação, tal como a das tarefas domésticas é, ainda mal vista e enfrentada pela maioria dos homens.

Infelizmente, o velho lema que :”Quem usa as calças lá em casa, é o homem”, ainda persiste na mentalidade retrógada, de tantos e tantos “machos”.

Este ideal, é igualmente aplicado, quando se observa que, em muitas casas o homem é que manda. Por causa desta atitude machista e autoritária, muitas mulheres sofrem maus tratos ou são mesmo violadas, pela própria pessoa que com elas partilha a cama.

Os filhos muitas das vezes, estão longe de saber o que se passa, ou então calam-se em silêncio para esquecerem tal cenário. Muitas das vezes, as brigas surgem exactamente por causa da falta de tempo das mães, para educarem os seus filhos. Como se o pai, também não fosse responsável por eles.

A emancipação das mulheres foi muito além do trabalho. O álcool, o tabagismo e a toxicodependência, afectam cada vez mais mulheres, independentemente da idade. A saúde das mesmas, está cada vez mais fragilizada e o stress, a nefasta alimentação, e o ritmo alucinante da sua vida, originam uma saúde deficiente.

Está mais que comprovado o seguinte: as mulheres assumem uma postura no mundo, totalmente oposta àquela que, há longos anos atrás protagonizaram. Tudo mudou, desde a sua rotina diária até aos seus objectivos futuros. Mas infelizmente, as coisas não estão ainda como se desejavam. É preciso mudar raízes culturais e, isso não se transforma de um dia para o outro, apenas se ambiciona…

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]